Mojo Book Release

E no próximo dia 07/12 finalmente sai o meu conto pela Mojo Books, mojificando o primeiro CD do Panic at the Disco, “A Fever You Can’t Sweat Out”. É, eu sei, é difícil achar alguma conexão entre eu e a banda, mas assim que você ouvir o CD (se você ouvir, o que eu acho que pode ser uma boa fazer), vai ficar compreensível a ligação. Afinal, nas letras e nos títulos você encontra referências a Orson Welles, Chuck Palahniuk e Wes Anderson, além de uma das melhores citações de filme em uma música (“Lying is the most fun a girl can have without taking her clothes off but it’s better if you do.“, de Closer), e do clipe de “Build God Then We’ll Talk” ter um ventríloquo. E como todo mundo sabe, nada é mais legal do que ventriloquismo, nada.

Dessa mistura de referências bizarras da banda com as minhas próprias referências pessoais esquisitas nasceu um pequeno conto sobre um cara que trabalha como palhaço em festas infantis com mais dois amigos e a rotina depressiva do pequeno universo que ele habita. Ou algo assim. Eu sou péssimo pra dar explicações. Escrito de uma tacada só (acho que fiquei nele até de madrugada, algo assim) o conto foi enviado pra Mojo, que selecionou o conto pra publicação, sob forma de e-book, disponível pra download gratuito no site, no que com certeza vai ser uma graaaande ajuda para o meu projeto de publicar o primeiro livro de contos em 2009.

Já aviso antecipadamente que o conto é um pouco diferente do que eu costumo escrever. Não que não seja ligado a comédia, mas é uma visão bem mais triste da comédia, não sei se vocês entendem, é algo que é engraçado, mas triste. Ok, eu sou realmente uma droga com explicações…Já viram “Melinda e Melinda”? Não tem nada a ver com o conto, mas é um grande filme do Woody Allen.

E antes que as pessoas se confundam, sim o livro está assinado como João Baldi Jr., uma homenagem ao lado italiano da família e também a aceitação de que, como eu não tenho um sobrenome decente, preciso resgatar um dos antigos que minha família tinha. Fora que soa bem, serve como trocadilho e se você procurar no Google as únicas referências dele são ligadas a mim (ok, tem um ator brasileiro da década de 40 chamado João Baldi, provavelmente meu parente, mas não quero falar nisso). Ou seja, de agora em diante tudo que eu fizer em termos de livros, quadrinhos e músicas eu vou assinar como João Baldi Jr., então pode ser legal a gente se acostumar. É provável que até a forma como eu assino no blog mude, ainda estou pensando nisso.

Mas no dia 7 entrem no site da Mojo, se cadastrem, baixem o e-book, leiam e sintam-se a vontade para me dar um feedback via blog (ou comentando lá no site, o que seria bem legal pra levantar a minha auto-estima), além de recomendar que seus amigos, colegas e namoradas façam o mesmo. Agindo assim vocês garantem uma cópia autografada do meu livro, assim que ele sair e eu aprender a fazer uma assinatura que não pareça totalmente infantil. Talvez eu apenas molhe o polegar na tinta e carimbe, vou pensar nisso…

Links úteis:

Home Page da Mojo Books

Panic at the Disco na Wikipedia

A Fever You Can’t Sweat Out na Wikipedia

Anúncios

6 Comentários

Arquivado em No News

6 Respostas para “Mojo Book Release

  1. ThiagoFC

    Lerei assim que der (claro que esse conceito de “assim que der” é meio vago. Até por isso, assim que der eu mando aqueles jornais. Juro!!!).

  2. É o que eu sempre digo, meu público é fiel, mas ocupado. Mas conto com todo mundo pra conseguir que o e-book seja lido. Depois pagarei cervejas a todos…

  3. 1 – Não minta! Você não pagará cervejas!

    2 – Eu sempre achei o conceito de “faço ‘seja-lá-o-que-for’ assim que der” meio sem sentido, afinal, seja lá quando você fizer, foi porque deu! Mesmo que você não faça porque não quis, não deu porque você não quis! Enfim…

    3 – Lerei e, como sempre faço, comentarei com você em uma mesa de bar, provavelmente bêbado e provavelmente depois de um tempo suficiente pra que no meio da conversa a gente esqueça sobre o que estávamos falando!

  4. Wury, você matou 95% do estímulo das pessoas pra baixar o e-book, notou?

  5. Você é meu empresário, pô! Como dizia aquela piada do cara que cobriu a freira de porrada, “Eu esperava mais de você, Batman!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s