Você quer se casar comigo?

E lá fui eu pra festa de formatura de um amigo meu. Evento militar, todo mundo fardado, pompa, cerimônia e uma baiana servindo acarajé frio na entrada (eu sei, essa última parte não faz muito sentido, mas discuta isso com a organização do evento, não comigo). E eis que no meio do baile, durante aquela fase dos discursos em que basicamente ninguém presta atenção direito porque está tentando conseguir o whisky que vai manter a pessoa animada até o final da noite, um cara sobe no palco e pede uma das formandas em casamento. Mas ele não apenas sobe, puxa ela pra um canto e faz o pedido no palco. Não, nada disso (mesmo porque isso não faria absolutamente sentido nenhum, certo?). O cara sobe ao palco, pede o microfone, faz um discurso e, de joelhos, pede a menina em casamento diante de, sei lá, cerca de 400, 500 pessoas. A menina que estava ao meu lado começa a chorar copiosamente (no começo eu achei que ela fosse namorada do cara do palco, só depois entendi que era emoção mesmo) e mesmo eu, esse cara frio e insensível que trocou o coração por dois pacotes de figurinhas da Copa de 94, fico emocionado. Porque, ok, admito, pedidos públicos de casamento mexem comigo.

Primeiro pela idéia do casamento em si. Eu respeito demais o conceito de achar alguém de quem você realmente goste e que te faça feliz e tomar a decisão de assumir um compromisso com essa pessoa, respeito mesmo. Claro, admito que um casamento, assim como um pônei em casa, é algo que pode parecer um sonho infantil de menininha, deve ser bem complicado de manter e eu dificilmente vou conseguir ter um dia, mas eu sinceramente acho a idéia do casamento, o conceito em si, muito bonito.

E depois vem a parte do pedido público. Eu sei, é uma dessas coisas que caminham naquela linha tênue entre o brega, o vexatório e o sem-noção, mas eu respeito demais pessoas capazes de expressar seus sentimentos de forma pública sem medo da vergonha, do fracasso e da total e degradante rejeição que podem disso decorrer. Você está ali, ajoelhado, na frente da mulher que você ama, com centenas de pessoas ao seu redor e você pergunta se ela quer viver a vida dela junto contigo pra sempre. Sério, eu jamais seria capaz de fazer uma coisa dessas. E se ela disser não? Porque bem, existem milhares de razões pra dizer não. Eu gostaria de pensar que essas coisas devem ser combinadas antes (“eu vou perguntar e você vai dizer sim, ok? ok? ok?!”), mas parece tudo tão espontâneo! E se ela decidir repensar o relacionamento na hora? E se ela decidir que ainda não está pronta? E se ela decidir dizer não just for the lulz ? E se ela não entender e você tiver que repetir de forma constrangida? Sério, são muitas as possibilidades de erro e pra um cara feito eu que fica sem graça de pedir que o pessoal do Macdonalds retire o picles do Big Mac essa coisa de pedir alguém em casamento em público é algo de impressionantemente corajoso e romântico. Parabéns e um forte abraço a todos os envolvidos, sério.

Finalizando o assunto: a garota aceitou o pedido e, emocionada, trocou juras de amor com o cara no meio do palco, para delírio da platéia e felicidade de todos que gostam de soltar uma boa frase feita como “o amor venceu” e “sempre choro em casamentos”. E eu, claro acabei soltando um comentário desagradável pra garota que estava chorando perto de mim (acho que eu disse que esperava que ela um dia recebesse um pedido desse tipo, desde que não fosse significar a total e completa desidratação do corpo dela. Sim, eu digo essas coisas idiotas e quase sempre é totalmente sem querer)

Anúncios

8 Comentários

Arquivado em Crônicas, Vida Pessoal

8 Respostas para “Você quer se casar comigo?

  1. ThiagoFC

    Esses dias eu vi na tv uma série de pedidos em público que não deram certo. Teve até tapa na cara! Um outro não foi exatamente público, mas foi engraçado: o cara pediu para o amigo ficar escondido filmando, e entregou um balão para a moça, com o anel amarrado nele; quando ele se ajoelhou e ela percebeu do que se tratava, emocionada, largou o balão, que começou a voar (sim, o anel ainda estava lá).

  2. erica l.

    ahhh, que lindo! não se sinta mal pela parte da emoção, é impossível não ficar tocado com essas coisas!
    eu fui num noivado, e como o evento dizia, todos sabiam que o pedido seria feito e que a menina aceitaria, mas ainda sim desidratei horrores, como a menina do seu lado. O toque especial desse dia é que o cara já tinha ajeitado tudo para o casamento acontecer em um mês, já tinha até os convites prontos, e deu pra ela de presente no dia do noivado. e ela crente que eles se casariam, sei lá, em um ano. graaandes emoções. ah, sim, e ele declamou pra ela, na frente da festa toda, na hora do pedido. esse cara é bom.

  3. erica l.

    opa, apertei o enviar antes, foi a emoção. ele declamou a letra da ‘como é grande o meu amor por você’. como você disse, linha têêênue, mas foi lindo.

  4. Ronaldinho

    Pois é, eu conheço um cara q já chegou numa mulher de muletas (tipo ela tava com dores e sentada). Isso tb é coragem! (eu acho)

  5. Kaká

    Bom… acho que esse tipo de pedido é o tipo que a maioria das mulheres sonham… deve ser de abalar as estruturas…
    Mas o mais engraçado é sua insegurança: “E se ela disser não? Porque bem, existem milhares de razões pra dizer não. Eu gostaria de pensar que essas coisas devem ser combinadas antes (“eu vou perguntar e você vai dizer sim, ok? ok? ok?!”), mas parece tudo tão espontâneo! E se ela decidir repensar o relacionamento na hora? E se ela decidir que ainda não está pronta? E se ela decidir dizer não just for the lulz ? E se ela não entender e você tiver que repetir de forma constrangida?”
    Acho que quando conhecer a pessoa certa João, vc vai ter corajem de fazer o pedido, não necessariamente em público, afinal isso não é o mais importante, mas num jantar româmtico, só os dois… quem sabe…

  6. Eu sou mais uma tonta que sonha com um trem desse, embora reconheça a dificuldade de não cair no cafona (fazer o quê? eu SOU cafona!).
    Mas tenho certeza absoluta de que não vai acontecer.

  7. Marô

    Eu acho piegas … mas o amor eh assim! Claro que eu preferiria uma coisa mais reservada, só entre amigos e nao no meio de 500 pessoas, mas o fato de ser surpreendida (quando positivamente) é muito bom.

    E como a Kaká disse João, quando você encontrar uma pessoa que faça você só sentir completo quando está ao lado dela, quando você encontrar uma pessoa que te você faça questão de falar 2, 3 vezes ao dia, quando você pensar em largar tudo só pra ficar com ela … em fim quando você realmente achar A pessoa, vc não só vai ter coragem de pedi-la em casamento, como fará isso da maneira mais linda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s