Mais algumas metáforas de amor

O amor é como um jogo de pôquer. Porque provavelmente o Mel Gibson em Maverick se sairia bem melhor nele do que qualquer um de nós. O amor é como um Opala antigo que seu avô te deu de presente, porque vai te dar problemas, algumas vezes vai te fazer passar vergonha na rua, mas não é socialmente aceitável que você venda ele pro ferro velho. O amor é como o Acre, ele fica longe, algumas pessoas dizem que não existe e na maior parte das vezes vai te dar uma baita preguiça de ir até lá, porque você leu sobre ele nos livros mas conhece no máximo duas ou três pessoas que já viram o lugar de perto.

O amor é como uma manete de Playstation, várias vezes você vai achar que é verdadeiro, mas só quando realmente passar por uma fase complicada é que vai notar que era falso. O amor é como um primo do interior, vai aparecer quando você menos esperar e vai querer se instalar na sua casa por um tempaço, atrapalhando a sua rotina e deixando louça suja e roupa espalhada pela casa. O amor é como um telefonema de madrugada: muitas vezes nem era pra você, mas você atendeu e vai acabar passando a noite em claro e chegando no trabalho totalmente detonado por causa disso no dia seguinte. O amor é como uma garota vestida de princesa Leia, é algo com que você provavelmente sonhou durante sua adolescência mas não sabe o que vai fazer se topar com ele agora no meio da rua. Na verdade você até acha que vai ser meio desconfortável.

O amor é como matar no peito um cruzamento feito pelo Índio Irakinã ou ficar na barreira durante uma cobrança de falta do Célio Silva. Ele pode doer. O amor é como uma multa de locadora, porque muitas vezes ignorar só faz ele crescer. O amor é como um strip-tease, porque é algo que você não gostaria de ver sua mãe fazendo. O amor, assim como as enchentes em São Paulo, vai acontecer sem que o poder público faça nada pra impedir, o que é uma vergonha. O amor é como um filme do James Cameron, ele é muito bonito, mas muitas vezes parece que as pessoas não dizem nada com nada e a história em si não faz absolutamente sentido nenhum.

O amor é como um kinder ovo, ele sempre traz surpresas e boa parte do seu tempo você desconfia que já está velho demais pra ele. O amor é como o Hurley em Lost, ele não traz absolutamente nenhum benefício claro para a história e você se pergunta as vezes porque as pessoas se importam tanto com ele. O amor é como pegar um ônibus errado numa rodoviária distante e sem banheiro, ele…ok, essa eu realmente não sei como completar. Vou parar por aqui.

(Baseado em um texto da Marina, que eu espero que não brigue comigo)

Anúncios

15 Comentários

Arquivado em Desocupações, Mundo (Su)Real

15 Respostas para “Mais algumas metáforas de amor

  1. Fran

    kkkkk
    Adorei a comparação com o Kider ovo!
    E a imagem tbm é mto divertida…
    Ahh o amor…que coisa chata! rsrsrs
    bjaos

  2. Ótimas. Hahahaha, adorei as metáforas do manete de Playstation, do Opala antigo e da multa de locadora! Aliás, tenho uns dvds para entregar ontem! Melhor não ignorar mais.

  3. ThiagoFC

    As melhores frases são as do terceiro parágrafo (e um chute do Gralak deve ser pior que do Célio Silva. Já vi um que estava na barreira ir a nocaute depois da cobrança da falta). E a multa da locadora foi bem profunda!

    Sobre o Hurley, de Lost, minha mulher cisma que ele é o culpado de tudo, e/ou que tudo ali não passa da imaginação dele.

  4. Adorei! Não, eu não vou brigar com você, até porque seu texto ficou muito melhor e maior que o meu!
    Mas eu vou completar essa metáfora final:

    “O amor é como pegar um ônibus errado numa rodoviária distante e sem banheiro, você não sabe o destino, você fica desconfortável durante a viaja toda, mas quando chega no final percebe que valeu a pena (ou não) .”

  5. Marília

    Sensacional, cara. E pô, o Hurley é legal. Principalmente quando ele e o Sawyer estão dividindo a cena.

  6. Bruno

    Acima de tudo, um romântico. Quiçá o último.

    Forte abraço

  7. Juninho

    Eu já tive que pagar uma multa imensa porque aluguei “Free Willy” na conta do pai do Gordo, fiquei doente no dia de devolver e depois fiquei sem graça (e sem dinheiro) pra ir lá entregar…

    Na verdade quem pagou foi minha mãe porque eu tinha 12 anos, mas tudo bem…

  8. ana tereza

    João sensacional!!!

  9. hahaha, muito bom, “vai acontecer sem que o poder público faça nada pra impedir, o que é uma vergonha”… haha
    e a imagem foi demais!!!

  10. É, acho que você disse tudo.

  11. áh o amor….
    temos tanto pra falar….e nunca saberemos dizer…..

    e pq quando ele, o amor, vai embora, deixa tanta dor….tanta saudade…..
    nao ele em si, mas o ser amado, que na maioria das vezes, vai embora por besteiras, assim como chegou…..Nao entendo porq

  12. (cont)
    Nao entendo porque amamos tanto…e quando estamos na paixao do amor, nao aproveitamos e depois buscamos loucamente, insanamente por ele novamente.

    abraços…um bom post!! gostei

  13. é, a da locadora é ótima!

  14. você disse que ia me linkar e nem me linkou, mais uma mentira boa de se ouvir que os homens adoram contar.

  15. michelle

    metáfora não é comparação, ela afirma tal coisa. Na comparação vc pode dizer: seus olhos são como esmeraldas. Na metáfora vc afirma: seus olhos são esmeraldas.
    Vlw

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s