Top 5 – Armadilhas clássicas de começo de namoro

Disponibilidade de tempo: Nada é mais perigoso do que sempre ter tempo para a outra pessoa no começo do relacionamento. Ela te chama pra ir ao cinema e você tem dentista? Você remarca. Ela te pede pra encontrar com ela na porta da faculdade na hora da pelada? Você falta ao futebol. Ela te chama pra ir no motel na hora em que passa Lost? Você decide baixar na internet e ver depois. E por aí as coisas vão até que o relacionamento se estabelece e você decide que é hora de ajeitar a sua vida, voltar à rotina normal e recuperar o tempo perdido nos seriados (“como assim o Boone morreu?”). Mas tente explicar isso pra ela? Sim, porque aquelas atitudes criaram nela a idéia de que o seu tempo, assim como um vestido ou uma camisola, é algo que ela pode usar como e quando quiser e você tem apenas o direito de ser comunicado(sim, eu estou supondo que ela fala com as camisolas e tal). E quando você tentar argumentar ainda vai ser recebido com um “ah, mas antes podia, né? Por que agora não pode?”. Sim, porque muitas namoradas pensam como funcionários públicos: benefício concedido é benefício adquirido e se não receber de novo mês que vem vai rolar greve.

Ser legal demais: Assim como ser disponível demais ser legal demais acaba levando ao problema de criar para si mesmo padrões surreais. Você sempre paga a conta? Você é sempre divertido? Você nunca reclama? Você está sempre bem vestido e cheirando bem? Você é sempre interessante? É claro que não. E evidentemente qualquer garota legal, normal e com um pingo de bom-senso tem o discernimento de saber que a intimidade te leva a ver outras faces de uma pessoa e você não pode medir a pessoa sempre por aqueles padrões de começo de namoro mas…quantas garotas legais, normais e com um pingo de bom-senso que você conhece fora aquelas duas do escritório que tem namorado, aquela sua amiga que te trata como um irmão e a Luísa, que na verdade é o seu amigo Luís depois que voltou daquela cirurgia no Marrocos e com quem realmente não vai rolar nada?

Mentir sobre seus gostos: Uma eterna verdade é que não dá pra começar um relacionamento baseado em mentiras. Quer dizer, até dá, mas não dura. Quer dizer, até dura, mas não muito. Quer dizer, até dura muito, mas…ok, então, eu não acho legal começar um relacionamento baseado em mentiras, é o que eu queria dizer.Primeiro porque é moralmente errado e depois porque, ok, é fácil manter uma mentira grande como “eu nunca tive filhos, na verdade nem casado eu sou”, mas é muito complicado se lembrar de mentiras menores, mentiras bobas como “eu não sou judeu” ou “eu gosto de comida japonesa” e que vão te torturar e ficar atrapalhando sua vida continuamente durante todo o relacionamento. Porque uma coisa é ignorar os telefonemas da sua mulher e falar escondido com os seus filhos, outra bem mais complicada é ter que ficar comendo peixinho cru toda sexta-feira e abandonar o pôquer com a galera da sinagoga.

Emprestar coisas: Eu sei que é triste, é chato, que dói, mas relacionamentos não são pra sempre. Namoros acabam, noivados acabam, casamentos acabam, a coca-cola acaba e até mesmo o pra sempre sempre acaba. E quando tudo isso acabar com quem você vai querer que estejam os seus livros, seus CDs, seu pen-drive do Luke Skywalker e sua camisa autografada do show do Matanza? Você consegue imaginar o que ela pode fazer, num momento de fúria, com aquele seu action-figure do Homem-Aranha com a armadura metálica feita pelo Tony Stark? Mantenha uma diretriz básica, a de só emprestar qualquer coisa depois do casamento e com algum termo de responsabilidade assinado em três vias e registrado em cartório.

Apresentar todos os seus amigos: Não importa o que acontecer, o quão legal, gentil, simpática e singela  ela for, lembre-se sempre: os seus amigos são os seus amigos e os amigos dela são os amigos dela. Claro, ter amigos em comum é bom, é ótimo saber que suas amizades se entrosam e os grupos conseguem se integrar bem, mas tenha certeza de sempre manter uma reserva de amigos totalmente parciais, daqueles que sempre foram contra o namoro. No começo, naquele ímpeto de conquistar e convencer você vai querer ter tudo em comum com ela, mas apenas no final, quando você der alguma pisada de bola sutil como ficar com a irmã dela no quarto dela ou ela der alguma pisada de bola light como dormir com seu avô e sua avó é que você vai notar a importância de ter amigos que vão ficar do seu lado independente do que acontecer. Porque se você quisesse imparcialidade levava o seu problema no programa da Márcia.

(Este post é uma dedicado ao meu amigo Serginho, que acabou de começar a namorar, ainda que a garota já estivesse namorando com ele desde outubro.Eu realmente não entendi, mas desejo muita sorte e felicidades pra vocês, cara)

Anúncios

12 Comentários

Arquivado em Desocupações, romantismo desperdiçado, Top

12 Respostas para “Top 5 – Armadilhas clássicas de começo de namoro

  1. Eu já caí em quase todas essas armadilhas, exceção na de emprestar coisas. Por sorte nenhuma namorada nunca me pediu uma chuteira emprestada para jogar bola, ou GTA e NFS para brincar um pouquinho. E os meu gostos musicais também são um tanto quanto machistas, não agradava elas.

  2. Essas manias de começo de namoro realmente acabam virando uma rotina que levam ao fim do namoro. Porque um dia ele vai querer sair com os amigos no domingo pra jogar futebol, ao invés de ir ao cinema com a garota, aí a garota vai começar a achar que ele tem outra…
    Ou então, a garota vai abusar ir ao cinema todo domingo e vai preferir ir na casa de um amigo…

  3. Tudo isso que você disse é verdade mesmo. Ai, que preguiça me dá de iniciar ou manter qualquer coisa que precisa ser iniciada ou mantida…

  4. to com preguiça de iniciar meu comentário.

  5. Elisa

    Aaaaah o início!

  6. erica l.

    hahaha, geeente, o tópico um foi mto bom… é muito verdade, eu pensava isso: ‘poxa, no início do namoro ele me via todo dia, só ia embora pra casa umas 3h da manhã – msm tendo que trabalhar no dia seguinte – e nem reclamava…’ haha, lendo o que você escreveu eu finalmente entendo meu namorado!! thanks, joão!

  7. ThiagoFC

    Porra, o Boone morreu ?!?!?!?!?!?!

  8. Adorei o texto!

    Alguns comentários meio machistas, né? Mas tá perdoado porque realmente seus argumentos são muito bons!!!

  9. Loreniinha

    realmente acontece tudo isso no começo…e eu tenho medo disso..to passando exatamente por toda essa situação um pouco chata de inicio de namoro…tudo muito perfeito, chega da medo…vamos ve onde isso vai dar nee

  10. Europa

    Bacana mesmo…Gostei !!!Todos devemos ser autênticos desde o início…porém, por mais que as mulheres estejam independentes, elas ainda querem colo, atenção e segurança e pelos homens, eles vão deixando rolar rolar rolar aquele comecinho que muitas vezes trazem muita insegurança, do tipo…o que a gente tem? é namoro, é ficante? Isso é muito ruim e infelizmente depende mais dos Homens ainda tomarem essa atitude , conhecer suas intenções e transmitir às meninas…Bem, é o que penso…Pois depois de separada, a maioria dos Homens que encontrei foram Indecisos e isso me fez esfriar demais, pois coloquei um escudo enorme para me proteger…então, quando eles perderam, correram atrás…mas aíii…JÁ ERAAAAA !!! Bjão para todos e não sou Feminista…SOU JUSTA !!!

  11. Sheilinha

    Adorei as sacadas mto verdade! Não podemos nos deixar levar por td paixão do início, do contrário ficamos grudados 24h em vão. Mata a vontade e já era. Paixão é fogo que esvai rápido. Estou administrando bem meu início.
    Bjs

  12. É por isso que eu prefiro me manter solteiro !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s