A mais longa playlist de músicas tristes (ou relativamente tristes) do universo: itens #819, #820, #821 e #822

#819 – Teitur – I was just thinking: Eu acho que uma das coisas que fazem uma pessoa compreender o quão complicados, dolorosos, cansativos e caros relacionamentos podem ser é ter um namoro a distância. A saudade, a sensação de perda, as incertezas, as horas ao telefone ou no msn, todas essas coisas tornam o processo de gostar de alguém muito mais complexo e chato do que as pessoas dizem que ele deveria ser e os filmes da sessão da tarde fazem parecer. Então se você já está longe da pessoa que você gosta e muito possivelmente se sentindo mal por isso, não ouça essa música. Só vai piorar tudo.

#820 – The Rifles – Out in the past: Se “Pare de tomar a pílula” esgota a temática das canções contra métodos de controle de natalidade e “Fuscão preto” esgota o conceito de músicas sobre carros da Wolks com motor na traseira, “Out in the past” esgota o assunto de namoros de faculdade ou de colégio. Toda a letra exala uma nostalgia da adolescência típica de quem está no meio da crise dos 25 e acha que sim, aqueles é que eram os bons tempos e possivelmente nunca mais vai dar pra ser feliz como a gente era antigamente. Péssima trilha sonora para reuniões de turma de colégio ou reencontros involuntários com ex-namoradas.

#821 – The Cribs – Be safe: Mais do que uma música triste, essa é praticamente uma caminhada jamesjoyceana pela sensação de inadequação, insatisfação e de desânimo com o mundo, somado a um “ah, mas tudo bem, quem liga?” e a incapacidade que temos de fugir de nós mesmos. Além do fato de que nunca toca nada decente no rádio. Ou seja, ou é uma das músicas mais tristes do mundo ou eu estava um bocado deprimido quando escutei isso. (Na verdade a música é tão triste, mas tão triste, que possui apenas uma versão de estúdio no Youtube e parece ter sido colocada on-line por uma garoto emo de 13 anos)

#822 – Rivers Cuomo – Wanda (You’re my only love): Essa é uma daquelas músicas que são tão, mas tão, mas tão tristes que você não sabe exatamente qual parte é mais triste. A parte em que ele diz que as pessoas não olham pra ele, não falam com ele, a não ser quando estão rindo dele? A parte sobre a perda de Wanda, que ele mesmo jogou dispensou? Ou a parte sobre a mãe dele ser caminhoneira, o pai dele ser gay e ele estar bastante chateado com isso? Triste, muito triste.



Anúncios

14 Comentários

Arquivado em Músicas e derivados, Sem Categoria

14 Respostas para “A mais longa playlist de músicas tristes (ou relativamente tristes) do universo: itens #819, #820, #821 e #822

  1. moniquemoro

    olha que engraçado, joão… hj eu tb fiz uma mixtape, mas era só de músicas alegres.
    só não consegui embedar o widget do grooveshark no wordpress.
    ó: http://listen.grooveshark.com/#/playlist/Lalal+songs/29841558

    não vou ouvir nenhuma das suas músicas pq tô precisando do efeito contrário.
    talvez outro dia.

  2. Pingback: lalalá songs « gaveta amarela

  3. Marília N.

    Scouting for Girls também tem uma na temática relacionamentos triste pra caramba: This is ain’t a love song. (Existem músicas alegres sobre relacionamento? Minha memória seletiva está gritando que é: Feliz aniversário, meu amor)

    • João Baldi Jr.

      This ain’t a love song deprime um bocado, certeza. E eles também tem “I’m not over you”, sobre uma garota que terminou e esqueceu de avisar pro cara porque estava ocupada demais. (E acho que pensar numa música alegre sobre relacionamento sem recorrer a Caquinho Big Dog é muito complicado)

      • Marília N.

        Após uma rápida pesquisa no google descobri que Kaquinho Big Dog é o autor do hit Rap da Roça que fez muito sucesso entre os garotos da minha turma na 4ª série. (E nada a ver lembrei do Dogão é mau)

        • ThiagoFC

          A grande pérola do Kaquinho Big Dog sobre fim de relacionamentos é a clássica “Mo Deuso” (Quem nunca ouviu essa música tem uma grave lacuna cultural).

          E “This ain’t a love song” que eu conhecia era uma do Bon Jovi…

  4. Hoje, com esse texto, nesse blog o triste me fez rir aos montes.
    Paradoxal não?

    mas eu ainda acho que nao existe musica mais fundo do poço, cancer terminal, depressão pós parto pro mundo dos relacionamentos amorosos que ”vento no litoral’ do legiao. afff, vai ser fudido triste acabado assim sei lá aonde.

  5. ana tereza otoni cardoso da silva

    porra joão!

  6. João, você precisa desesperadamente, ouvir coisas mais alegres. E depois, pra mim namoro a distância deve ser perfeito, sério. ;*

  7. Quando é que você vai fazer A mais longa playlist de músicas Alegres?! Sou influenciável. Pare de me deprimir.

  8. Cara, eu ainda me impressiono com o tamanho do seu conhecimento musical. Sério.

    E namoro à distância não é perfeito nada. Pode até ter um ladinho bom, mas não é a maravilha que pode parecer a quem nunca brincou disso…

    Depois de meses, voltei a visitar blogs. E escrever.

    A propóstio, uma reclamação: nos últimos dois dias tentei entrar aqui no ‘Just’ e não dava. Cheguei a temer pela extinção do blog. Converse com seu servidor.

  9. Adorei as músicas. Também me impressiono com o tamanho do seu conhecimento musical!

  10. Juninho

    Hummm! Seu tamanho tá impressionando a galera… =]

  11. luis feliph passos de lima

    nossa essas musicas são iradas de tristez!like

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s