Top 5 – Coisas pra dizer se você falhar na Hora H

Existem várias coisas que todo homem cresce pensando que nunca vão acontecer com ele. Ser atropelado por um rinoceronte laranja, ter que se vestir de castor, abrir a porta de casa e receber de um cara fantasiado de palhaço uma porrada usando uma peça de bacalhau, coisas desse tipo. E outra dessas coisas que você realmente nunca imagina que possam te acontecer é falhar na hora H. É o tipo de coisa que seu pai não te explica, seus tios não comentam e jamais é citado nas aulas de educação sexual, mesmo porque não teria utilidade prática fazer o lance da camisinha na banana com uma banana amassada num prato.

Mas a pior parte é que esse é um daqueles momentos na vida em que nada justifica suas ações, nada. Tal qual um cara que deu uma rasteira na própria mãe, colocou fogo num coala vivo ou foi pra assembléia geral da ONU contar para o representante da Etiópia aquela piada de que o Papai Noel não vai à África porque criança que não come não ganha presente, nada que você diga vai explicar, justificar ou minimizar a situação desagradável. Mas mesmo assim aqui vão cinco recursos clássicos para esse momento que, é claro, nunca aconteceu comigo, mas pode algum dia acontecer com você ou com um primo de um amigo seu.

“É a primeira vez que isso acontece comigo”: O clichê máximo desse tipo de momento, consiste em deixar bem claro que é a primeira vez que aquilo acontece e você não tem o hábito de passar por esse tipo de situação, tanto que usou a expressão “vamos transar” e não “vamos ficar sentados na cozinha bebendo água num baita climão”. Não chega a ser exatamente lisonjeiro para a parceira (afinal, isso nunca aconteceu antes. até você sair com ela. e vai ser complicado explicar que ela tem tanta culpa nisso quanto na morte do Kennedy), mas é tão clássico que provavelmente o cara deve dizer sem nem notar. O único problema é que deve perder o efeito depois da segunda vez que é dito pra mesma pessoa, não sei. Por isso prefira garotas com memória fraca.

“Eu estou sob muita pressão”: Sim, você está sob muita pressão. Pra você aquele momento era como um pênalti numa final de Copa do Mundo, um lance livre numa partida de play-off, mas naquela noite você era uma mistura de Roberto Baggio com Shaquille O’Neal, ao que parece. Você queria tanto agradar, queria tanto que fosse especial, queria tanto que fosse um momento lúbrico de alta ternura e profunda sensualidade que acabou não conseguindo…sei lá…realmente fazer alguma coisa. É chato, mas pode acontecer.

“Minha tia/avó/tia-avó morreu”: Luto é sempre uma boa desculpa pra quase tudo nessa vida, então você sempre pode apostar nessa de que alguém morreu. Claro que não faz sentido que na noite da morte dessa sua tia tão querida e que tanto afetou o seu emocional você estivesse louco de bebida numa boate, tenha cantado uma garota e levado ela pra casa, mas pô, cada um lida com o luto da forma que lhe convém. E só na cama, quando você se deitou por cima daquele lençol azul de renda que sua tia tinha te dado, que a perda ficou clara pra você. É, eu sei, não faz realmente sentido nenhum.

“Eu quero ir devagar com você”: Você é um cara sensível, você é um cara romântico, você é um cara que segue o seu coração e por isso as coisas não estão rolando. Sabe aquilo que você disse pra ela no taxi sobre ela ser tão quente que derretia a sua cueca de plástico ou as suas tentativas de ainda no restaurante tirar o soutien dela com os dentes? Tudo fachada pra esconder sua evidente sensibilidade. Você é tão sensível, mas tão sensível que a simples menção de sexo casual sem nenhum compromisso te afeta de forma psicossomática tão profunda que você se torna incapaz de realmente praticar o ato. Tente complementar essa declaração com uma daquelas frases agregadoras de credibilidade como “serião mesmo, juro!” ou “mas não contra pra ninguém,ok?”.

Chorar: É um momento de derrota e vergonha, daqueles que você não vai querer que coloquem em nenhuma cinebiografia que fizerem sobre você. Você lá, desoladão, chateadão, ela ali sem graça (ou achando graça, o que deve ser pior), aquela música do Barry White ao fundo se sentindo mais inútil do que um roteirista numa produção do James Cameron, o clima mais pesado que você pode imaginar. E naquele momento, diante de toda essa situação, você chora. Claro, sua dignidade vai nesse momento te mandar um cartão de lá da Patagônia dizendo que perdeu o avião e não volta tão cedo, mas com isso você possivelmente vai conseguir tornar a situação tão absurdamente constrangedora e surreal que tanto você quanto a menina vão preferir fingir que nada daquilo aconteceu. Se você não conseguir chorar com facilidade eu acho que colocar uma touca de banho e começar a comer a cortina pode ter o mesmo efeito.

Anúncios

15 Comentários

Arquivado em Crônicas, Mundo (Su)Real, Top

15 Respostas para “Top 5 – Coisas pra dizer se você falhar na Hora H

  1. hahahahhahahah
    sério, eu to rindo muito.

    cara, que bom que você tem esses cinco recursos. aí você vai saber o que fazer quando isso acontecer com você.

    porra, João. eu ainda tô rindo muito. rs

  2. Marília N.

    hahahahahaha
    Muito bom mesmo.
    E você sabe, né? Daqui a pouco alguém aparece aqui perguntando se você teve problemas.

  3. ThiagoFC

    Se algum dia o amigo do meu primo, ou o primo do meu amigo (qualquer um dos dois está valendo), tiver esse tipo de problema, já sei como aconselhá-lo.

  4. Embarassing. Mas, provavelmente a melhor saída é falar algo tipo: “porra, que bosta” e começar de novo.

  5. lendo as tags eu pensei : vc faz stand up comedy?
    se não faz, largue tudo que esta fazendo agora, e faça.

    vai dar certo.

    supimpa

  6. Conheço um cara que já teve esse problema…

  7. Não faça stand uuuuup! ._____________. Continue no blog!

    (só minha humilde opinião)

  8. ana tereza otoni cardoso da silva

    o pior de tudo é reconhecer que alguma dessas desculpas já foi usada com vc….hahahahaha

    muito bom joão! e isso nunca me aconteceu antes…é a primeira vez! hahaha

  9. ana

    Porra, chorar nãããão…!!!
    Tô com a Larissa, o “porra, que bosta” tem seu valor.
    hHahahaha!

  10. Rodrigo!

    Ahhnnn… não sei… Como isso nunca aconteceu comigo – claro – realmente nao consigo conceber o uso dessas desculpas… Afinal todas as minhas vezes foram orgiásticas e… bem… sabe como é, né…? ¬¬

  11. Isso aí, MUITO valor, ana.

  12. Juninho

    Eu acho que caberia bem um: “Aí sim fomos surpreendidos novamente!”

  13. Elisa

    Sabe um recurso legal também? Para tudo, sobe na cama e começa a pula e gritar:

  14. Elisa

    Apertei enter sem querer. Continuando.

    …sobe na cama e começa a pular e gritar:

    – OLHA O HELICÓTERO! VRRRRUMMM VRRUUUUM! (ou qualquer outra onomatopéia de helicóptero). HELICÓÓÓÓÓÓÓÓPTEEEEEROOOOOOOOOOO!!!!!!!!

    Ela vai ficar tão atordoada que nem vai lembrar do que aconteceu. Pronto.

  15. Pingback: - Broxar é Humano – A Vida Secreta. Sexualidade e comportamento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s