4 músicas tristes pra você ouvir no inverno

I smell winter – The Housemartins: Antes do Weezer, antes do Barenaked Ladies ou do They Might be Giants, o Housemartins era provavelmente a máxima expressão do rock nerd, ainda nos longínquos anos 80 (ok, eu exagerei, os anos 80 foram praticamente semana passada e meu pogobol ainda está no corredor, junto com o Genius e aquele boneco que dava soquinhos), pelo visual “óculos e camisa pólo com bolso”. Autores do mega-sucesso “Build” (conhecido no Brasil como “Melô do papel”), eles também lançaram a menos conhecida “I smell winter”, uma música nada animadora relacionando o inverno à solidão, tristeza e ao beijo da morte. Grande música, mas não chega a ser surpresa que com essa postura totalmente animadona o grupo tenha durado apenas dois discos.

A long december – Countig Crows: “Eu acho que o inverno te faz rir um pouco mais devagar, te faz falar um pouco mais baixo, sobre as coisas que você não poderia mostrar pra ela”, são mais versos que revelam o porque do Counting Crows ser a minha banda favorita dentre todas as que não conseguem necessariamente dizer coisa com coisa. Daí essa canção que mistura inverno, hospitais, ostras sem pérolas, canyons e as expectativas pro ano que vem ter um lugar especial na minha playlist de canções melancólicas/esquisitas e servindo de prova de que a banda não tem apenas Mr. Jones no seu repertório de músicas meio sem sentido (“she’s looking at you? oh, no, no,she’s looking at me”)

Winter calls – The Rifles: Diga-se o que se disser sobre o verão e a sensualidade caliente dos povos latinos (“Pray for mercy from Puss… in boots”), a estação do ano mais carente e propensa a relacionamentos é evidentemente o inverno. O frio, a vontade de ficar em casa e o fato de que soa muito estranho comer fondue sozinho ou com uma pessoa do mesmo sexo, fazem do inverno uma época do ano em que você praticamente se sente obrigado a estar com alguém e na qual processos como saudades, sensação de perda e vazio emocional acabam vindo facilmente a tona. Daí para músicas como essa, sobre ex-namoradas, frio, abandono e o fato de que a gente se sente mais sozinho no inverno, a distância é mínima, ainda mais se a pessoa mora na Inglaterra.

Walt Disney – Rivers Cuomo: “Assim como Walt Disney, eu sou um bloco de gelo”. É essa uma das belas imagens que essa canção do vocalista do Weezer sobre um cara abandonado por uma garota no meio do frio e da neve (metaforicamente e talvez até literalmente, garotas fazem isso. por isso levo sempre um casaco na bolsa) nos oferece. Fazendo bom uso de algumas das palavras e expressões mais animadoras da língua inglesa, como “suicide” e “suspended animation”, Rivers continua fazendo na carreira-solo o que sempre fez tão bem na sua banda: músicas fofinhas sobre temas que você sabe que deveriam soar, sei lá, mais depressivos. Uma das minhas favoritas para cantarolar no metrô na ida pro trabalho pensando na regulagem do ar-condicionado do meu andar.

Anúncios

7 Comentários

Arquivado em Músicas e derivados, Top

7 Respostas para “4 músicas tristes pra você ouvir no inverno

  1. pra mim, nao tem musica mais triste que “hospital” do modern lovers.
    ouço aquela parte “when you get out of the hospital, let me back into your life” e me sinto o ser mais melancolico do mundo.

  2. Impressão minha ou você agora só faz “Top 4”? O que aconteceu com o quinto item? Carga tributária, suspensão por 3 cartões amarelos ou o quê?

  3. Mandou muito bem com Housemartins. :)

  4. Certeza que essas vão pra minha mixtape de inverno.

    Ah, é, arranjei um link e um template decentes pro meu blog! Aêêê.

  5. Marília N.

    Isso me lembra que uma vez no curso de inglês tive que analisar Mr. Jones. Depois as pessoas não entendem pq eu abandonei o curso.

  6. Vailan

    Adoro Housemartins. O vocalista criou o estilo copiado por Sander, do Twister, no qual se balançava freneticamente em músicas lentas.

  7. Elisa

    PA-PA-PA-PA-PEEEEEL

    EHuAHEuahEuhAEuHAEUHAEUhAUEHuAHEuAE

    Não conheço nenhuma dessas músicas. Não conheço mais música nenhuma. Estou entoxicada por ritmos sertanejos (contra a minha vontade porque eu prefiro passar um ano ao lado do Snoppy Dog do que ouvir um dia de sertanejo) e meu cérebro está parcialmente derretido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s