Pequenos diálogos que fazem com que as pessoas te achem esquisito # 8766

“Interessante isso, não? Isso que o palestrante disse”

“É…Mas você sabe o que é interessante mesmo?”

“O que?”

“O misto frio, você já parou pra pensar?”

“No que?”

“Tipo, a gente chama o misto quente de misto quente porque ele é quente, certo? A gente esquenta ele. Mas a gente não esfria o misto frio. A gente come ele em temperatura ambiente. Então ele deveria ser misto morno, não?Misto ambiente, sei lá…”

“…”

“Cara, simplesmente não faz sentido!”

“…”

Anúncios

17 Comentários

Arquivado em Mundo (Su)Real

17 Respostas para “Pequenos diálogos que fazem com que as pessoas te achem esquisito # 8766

  1. You’re a creep, you’re a weirdo. What the hell are you doing here? You don’t belong here.
    Prefiro continuar na pizza fria do café da manhã.

  2. Ju Seelinger

    Vou passar a cobrar, hein João?

  3. Hahá… misto frio!
    Assim como mais milhares de outras palavras na língua portuguesa que se pararmos para pensar sobre elas a gente acaba caindo em conclusões bizarrentas… a diferença é que normalmente a gente faz isso em silencio!

    Parabens João;

  4. Interessante. [3]
    Acho que esse negócio de repetir comentário com um número nunca veio a calhar tanto para comentar esse paradoxo.

    P.S.: um “aaêêê” por você ter linkado o novo blog.

  5. Amanda

    Na verdade, tudo isso é muito relativo. Imaginando que meus igredientes para preparar um misto estajam guardados na geladeira, lugar em que normalmente eles estariam, ele realmente será um misto frio. Talvez uma explicação para um misto morno seja um ex- misto quente; você acaba de esquentar o seu misto e o telefone toca, então aquela tia solteirona passa horas no telefone com você só para contar que Leon, 1 dos 15 gatos que ela possui, não comeu ontem a noite. E ao voltar ao seu misto ele não estará morno, ou será que após tanto tempo já estará frio? Totalmente surreal.

  6. moniquemoro

    vc tb escreveu isso antes das nove da manhã, né? hehe
    mas faz sentido. :)

    uma vez quando era pequena perguntei pra minha mãe pq todo mundo chamava o papagaio de louro se ele era verde.

    grandes mistérios da humanidade.
    :P

  7. meu irmão sempre se assusta comigo quando começo diálogos desse tipo. mas, como ele é meu irmão, isso não o afasta de mim. o segredo é saber escolher as pessoas! haha. fica a dica. até. o/

  8. – se tudo é meu quem sou eu? tipo meu estomago é meu? meu joelho, meu pé, meu cabelo, minha alma, meu isso e aquilo, tudo isso é de quem afinal?

    sempre inicio essa discussão em algum momento da minha relaçao com pessoas que conheço na vida, por um tempo o pessoal fica viajando comigo, depois falam que não faz sentido e mesmo se fizer, não vai levar a gente em lugar algum, o que é bem verdade. he

    quero mais dialogos, vou vasculhar o blog hehe

  9. huhauhuahua…. também costumo pensar em coisas desse tipo, mas nunca tive coragem de falar pra alguém kkkkkkk

  10. O comentário da Amanda está “meio” certo. Os ingredientes estarão, provavelmente, frios, mas não são os ingredientes que caracterizam um misto e sim o fato de serem levados à chapa quente (sem isso seria apenas um sanduíche de presunto e queijo!).

    Então o misto frio só existe quando se deixa um misto quente esfriar… hehehe!

    LOL³¹² pro comentário da Monique! A perspicácia da “Moniquinha” foi anormal… hahaha!

  11. Fiquei meio besta quando vi seu comentário no meu blog, porque eu simplesmente passo aqui todo dia e penso “caralho, queria que meu blog fosse assim”. Gosto DEMAIS do jeito que você escreve, especialmente do jeito que traduz as situações mais corriqueiras e que a gente pensa “porra, isso acontece comigo sempre”, e nunca põe no papel. Sério, a hora que vi que “João” era o “João Baldi Jr.” parei um poquinho e pensei “caramba: deu certo!”.

    Talvez seja meio boba essa coisa de reconhecimento na internet: tem muita coisa ruim rolando também, e uma tendência bem babaca de “panelinhas” – a última coisa que deveria existir online – que acaba excluindo coisas muitas boas. De qualquer forma, fica aqui minha expressão de admiração pelo seu blog – e agradecimento pelo comentário no meu!

    Sem puxação de saco, agora: eu gosto mesmo é dos estranhos. Gente normal não tem graça. Gente normal não teria um blog! E o garçom do restaurante que eu almoço sempre me traz “água natural”. Natural = sem gelo. Não é o máximo?

  12. Rodrigo!

    Aliás, se você for ser chato, toda água é mineral, por definição… Não existe isso de “água mineral”…

    Grandes Mistérios da Humanidade²

    Interessante…[4]

  13. aposto que isso te aconteceu de verdade ^^ hehe.

  14. Luna

    Isso me fez lembrar um diálogo que tivemos uma vez sobre um mendigo usar um pacote de biscoito como telefone….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s