Sobre aniversários, temporadas passadas e a minha dificuldade pra sair por aí sem camisa

E vendo o blog do Zé eu lembrei que o Just Wrapped fez em junho dois anos de vida (se você considerar que blogs são seres vivos.o que vai fazer com que dependendo da sua religião,você não possa nunca deletar nenhum blog que você criar) e eu completei, no mesmo mês de junho, um ano morando aqui no Rio de Janeiro. E ainda que eu realmente não seja um cara que se prende muito a datas (ou que se lembra com freqüência delas), eu acho que esse mês de junho é, num certo nível, significativo.

Começando pelo blog, que eu nunca pensei que fosse durar dois anos. Sério, são vinte e quatro meses, 253 posts, 2.087 comentários e 1013 tags infames, o que faz com que  ele atualmente constitua meu relacionamento mais longo (e possivelmente também o mais bem-sucedido), e tenha realmente superado qualquer expectativa que eu pudesse ter. Pra algo que nasceu como válvula de escape pro meu ócio pós-faculdade, um meio pra não parar de escrever e uma forma de terapia pra evitar a total e completa insanidade (quando você está recém-formado, morando com seus pais e trabalhando com telemarketing a insanidade parece uma grande opção, sério), durar esse tempo todo e ter vocês como leitores, fora as amizades que esse blog gerou, é realmente uma imensa surpresa. Mas não, não vou chorar e abraçar vocês, sério. Apenas saibam que tem sido muito legal e, como eu sempre digo, eu devo essa pra vocês (exceto os três ou quatro que são obviamente fakes da minha mãe)

E quanto ao Rio…Bem, eu vim pra cá pela grana. Apenas simples e claramente por causa da grana. Nunca vi graça em capitais, nunca fui fascinado por praia, nunca fui chegado na ginga e na malemolência solar da mulher carioca ou tive simpatia pela auto-confiança malandrona e sem camisa do cara carioca, nunca quis sinceramente me reaproximar demais do lado fluminense da minha família, nunca senti absolutamente nenhuma motivação pra morar em nenhum outro lugar além da boa e velha Juiz de Fora, da qual eu jamais teria saído se não fosse, como eu já disse, a grana. Mas, como em 98% dos momentos de mudança da minha vida, eu tive a grata surpresa de descobrir que…bem…eu estava absoluta, total e completamente errado. Muito. Assim, erradão. Numa escala de zero a dez, sendo zero nada errado e dez totalmente errado eu estava em quatorze, acho.

Isso porque no último um ano eu conheci pessoas legais, fiz bons amigos, acho que amadureci um bocado, consegui realizar vários projetos pessoais e muitas outras pequenas e grandes coisas boas (relacionadas ou não a estar no Rio) que tornaram essa última temporada uma das melhores que eu já tive. E claro, admito que mudei um bocado minha opinião em relação ao Rio, um lugar que pode ser muito mais interessante do que eu imaginei que pudesse (e não falo apenas de aqui existirem cinemas 3D e a internet ser mais rápida do que a da casa da minha mãe) e onde eu, ainda que não esteja totalmente adaptado (ainda não consigo entrar sem camisa numa igreja ou xingar motoristas de ônibus em voz alta, por exemplo), já me sinto confortável e acho que poderia ficar por um bom tempo (se eu nunca precisar pegar o metrô saindo do centro no sentido norte, claro).

Acho que ainda não sei dizer se hoje, dois anos depois do primeiro post desse blog e um ano depois da primeira noite como “carioca adotivo” eu sou um cara melhor ou pior do que eu era quando cheguei. Mas acho que, com pouca margem pra dúvida, por causa desses dois eventos a minha vida hoje é bem mais divertida do que há dois anos (ou um). Ah, e eu agora tenho esse sotaque chiado que é meio irritante e tal.

Anúncios

30 Comentários

Arquivado em No News, Vida Pessoal

30 Respostas para “Sobre aniversários, temporadas passadas e a minha dificuldade pra sair por aí sem camisa

  1. Josy

    Que legaal, dois anos de blog! Parabéns!

    Ah, pensei que ia rolar abraço e choro… rs

    E que bom que você ainda não consegue entrar sem camisa em uma igreja. E que legal sua mãe criar fakes pra você, muito lindo da parte dela. E este post foi muito fofo, rs

    Ah, e o sotaque chiado não é de todo ruim, só toma cuidado pra não perder o controle e ficar parecendo um rádio de pilha fora de sintonia.

  2. Juninho

    Parabéns, cara!

    Agora que você é um carioca-mineiro-carioca, e já descobriu os encantos da capital, tudo fica mais fácil. Sério! Pelo pouco tempo que passei com você quando fui ao Rio deu pra perceber que você está muito mais feliz e seguro.

    Só toma cuidado com o cara estranhamente legal que mora com você e com esse sotaque que realmente soa estranho em você.

  3. Feliz aniversário pro JWUIB. :D
    O aniversário é dele, mas quem ganha somos nós!
    Foi legal acompanhar a tua transição pro Rio, muito legal mesmo.

  4. Você gagueja ao fazer sotaque carioca?
    (Comentário típico de quem não tinha mais o quê comentar…)

  5. Parabéns?

    Dia 11 de outubro é meu aniversário de chegada ao Rio, 2 anos. Deixar casa da mãe e a cidade pequena logo depois de formada foi um grande choque. Mas ta valendo muito a pena! O que mais me intriga nessa cidade é a capacidade das pessoas andarem por copacabana, ipanema e bairros similares só de roupa de banho (não pela orla, mas pelas ruas mesmo), “vou ali comprar um pão” aí sai um velhinho de sunga caminhando alegremente.
    E olha que vim de uma cidade litoranea tb, mas as pessoas de lá nao são assim…

  6. minha mãe nem lê nada que eu escrevo. quanto mais criar fake pra comentar. hahaha. btw, parabéns pelo aniversário do blog. dois anos passam rápido demais! :O

    (ah, sotaque chiado é uma lástima, sorry).

  7. Mila

    Embora eu seja uma nova visitante nesse blog, me dou o direito de ficar tão feliz quanto você ou um pouquinho menos….

    Prometo que não vou chorar também, mas ele me ajudou a passar por um momento bem complicado…

    Então parabéns ao blog, e obrigada a você João, quero que saiba que fez a diferença na vida de alguém…

    E é bom que as pessoas saibam que você é o “Gago mais sexy” que eu conheço… rs
    Tava muito bonitinho, eu não resisti, sorry… Bjos

  8. moniquemoro

    faz dois anos que eu leio e não comento, mas leio sempre e sem falta.
    e até tenho meu top5 de textos bacanas daqui.
    tomara que o blog vire uma espécie de “os simpsons” com temporadas intermináveis e que melhoram ainda mais com o passar dos anos.

    ps: sotaques são bacanas, mas só os originais. se bem que juixxx de fora já tem algo do chiado carioca, não?
    ps2: sua mãe deve ser a mãe mais conectada do universo pelo número de coisas na internet que vc acaba atribuindo a ela.

  9. Aêêêêêê! Uma rodada de jujubas pra você!
    Parabeinxx por todas os posts legais que tornaram as horas de estudo/trabalho suportáveis. E principalmente, parabéns por apoiar a sabedoria de HIMYM.
    :)

    PS.: e pensar que vim parar aqui por causa do blog do primo fanho do amigo de seu vizinho. Não lembro se foi essa a ordem o.º

  10. Pingback: Tweets that mention Sobre aniversários, temporadas passadas e a minha dificuldade pra sair por aí sem camisa « Wrapped Up in Books -- Topsy.com

  11. ana tereza

    Parabéns!!!!

    Por encarar a mudança (pela grana), por ter se adaptado ao rio e por sempre escrever muito bem (eu sempre te divulgo para os meus amigos!).

    PS: Tempos que não sentamos na loira pra beber e conversar, dá ultima vez vc ainda nao tinha sotaque e tinha mudado a pouco pro rio…isso tudo é pra enrolar e perguntar uma coisa pertinente…. vc gagueja com sotaque carioca?

  12. João Baldi Jr.

    Ok, respondendo aos que perguntaram:

    sim, eu gaguejo com sotaque carioca. mas não perdi o sotaque mineiro ainda. então fica algo bizarro como “vou chamar os doix procê”. sério, é esquisito.

  13. Marilia N.

    Parabéns. E quero dizer aos amigos aqui que Chico Barney curte esse blog. Já dá pra dizer que vc alcançou certo sucesso no meio “bloguístico” brasileiro. É isso, aí. Quem sabe o próximo passo não é a Interbarney.

    • João Baldi Jr.

      Marília, meu próximo passo é tomar coragem e ir numa das peladas que o Ronald Rios joga no Aterro do Flamengo. Daí pra um papel de amigo meio idiota do mocinho em uma novela bíblica da Record vai ser um pulo. Torça por mim.

      • Marília N.

        Poxa, é isso aí. E ainda há a possibilidade de se tornar um dos VJs engraçadinhos da MTV. Ficarei no aguardo do resultado dessa empreitada.

  14. Vailan

    A primeira frase que eu ouvi vc falar aqui no rio foi a seguinte: “me falaram que Jacarepaguá é perto da Rodoviária, eu tou com umas malas aih…” eu pensei, esse vai se f… em um pouco tempo, mas até q vc se vira bem (sem duplo sentido). abs

  15. Eu me identifiquei bastante com a fase de não ser fascinado pelo Rio e não querer mudar praí.

    Mas gostei de saber que é reversível. Quem sabe se um dia eu tiver uma oportunidade dessas, posso ver que não é tão tenso quanto eu penso.

    Parabéns pelo marco!

  16. 2 anos com o blog… é… mto tempo….
    mas quero ver vc e seu blog daqui 5 anos…. será que vcs vão passar pela crise dos 7 anos?

  17. Cara, parabéns pelos 2 anos de blog!! Você deve continuar com ele, pois escreve super bem! Já eu penso todo dia em excluir o meu, mas como eu considero ele um ser vivo, então acho que não…

    Nunca fui morar em outra cidade, estado, mas confesso que às vezes tenho vontade de largar tudo isso e morar bem longe…

  18. Nós, os fakes criados pela tua mãe, nos sentimos rejeitados ao lermos este post e entramos em depressão.

  19. bia

    não te conheço, mas minha mãe me ensinou a sempre dizer duas coisas: “desculpa qualquer coisa” e “parabéns”, então parabéns! (e desculpa qualquer coisa…)

  20. Elisa

    Dois anos já!? Caramba. Lembro quando fui procurar me entreter no Lacunas2 e fiquei revoltada porque você não estava escrevendo mais.

    E depois de algum tempo você fez a alegria da moçada iniciando não apenas 1, mas 2 blogs.

    Este e Ninguém Espera uma Inquisição Espanhola.

    Fico muito feliz lendo este post. Espero que suas conquistas só aumentem e que um dia eu possa comprar seus livros no Submarino.

  21. Mamae

    Nao sabe o quanto orgulho sinto de você, filhinho! Já é quase um homenzinho crescido. Agora só falta aprender a dirigir, não é junior?

    Acho que já passou da idade de me pedir para te levar para tomar casquinha do Macdonalds.

  22. Lilinha

    parabens pelo blog!! conheci hj e gostei bastante – já tah nos favoritos!!
    (vergonha por não ter conhecido antes..)

    enfim..sou de tres rios.. e tenho o msm sotaque q vc tem, ou tinha..
    tb morei no rio, mas como tb acho irritante aquele carioques, resisti e mantenho o modo quase mineiro de falar!! =]

  23. Rodrigo!

    Ei, qual é ox problema com o xxxotaque xxxiadoxx?? Tou batalhando axxxumidamente nexxxxe meu período paulixxxta para manter o meu – Xxxou Carioca, e quero oxx meu craxxxa!!! Apexxxar dexxxe meu período também xxxer o melhor da minha vida…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s