Top 5 – Problemas com fones de ouvido

Balbuciar e cantarolar: Ainda que eu seja daquelas pessoas que reclamam de gente que não consegue ler sem mexer a boca, eu admito abertamente que não consigo ouvir uma música da qual eu goste sem mexer os lábios. O problema é que não dá pra ficar apenas mexendo os lábios (sim, Pablo do “qual é a música”, você ganhou essa) e em poucos segundos eu estou balbuciando (e balbuciar é sempre esquisito, mesmo quando você, ao contrário de mim, não parece um terrorista árabe). Então, previsivelmente, eu começo a cantarolar baixinho, quase sempre no meu inglês questionável, no meu espanhol duvidoso ou no meu francês absolutamente abaixo da crítica. Agora tente visualizar a mim, dentro do metrô, falando numa língua que você não entende e olhando pro nada, enquanto seguro de forma assustada uma mochila preta. Jean Charles morreu por muito menos, amigos.

Dancinhas: A música começa e você, discretamente, passa a marcar o ritmo com os pés, dando leves batidas no chão. Então o ritmo vai se acelerando e as mãos começam a bater levemente na parede, ainda de forma contida. Chega o refrão e você já nota que seu pescoço também segue o compasso da canção, ainda que com bem menos suingue do que você gostaria. Rapidamente você nota que começou a dar um tipo discreto de passinho, com a certeza de que ninguém vai notar. As mãos já se unem no que parece ser uma tentativa de palmas, mas isso apenas porque essa é a sua parte favorita da música. E quando você estava prestes a, ainda achando tudo normal, começar no meio do vagão do metrô um passo genial que você viu em “Os embalos de sábado a noite” e gritar que você escolhe com quem você dança porque você é Tony Manero, surge uma senhora de bigode do seu lado te perguntando “meu filho, você tá com algum problema?”

Air drums e air bass: Ainda que eu ache que o air guitar é uma coisa meio absurda (quem vai ficar fingindo que toca guitarrinha no ar, por deus?) eu admito que sou um grande adepto de air drums e do air bass. Primeira música com uma bateria mais animada, um baixo mais empolgante e lá estou eu simulando na minha imaginação movimentos que eu não faço a menor idéia de como são na realidade e, por tabela, passando por um certo nível de vergonha. Ainda que menos constrangedor que a dancinha, o air drum pode facilmente, se você tiver os mesmos problemas de coordenação motora que eu tenho, se assemelhar a um ataque de epilepsia e fazer com que você tenha que ser retirado do elevador e levado até a ala médica, onde terá que dar algumas explicações.

Não ouvir mais nada: Não que quando você coloque os fones de ouvido você perca totalmente os seus outros sentidos, claro que não. Você ainda consegue enxergar os avisos do metrô, ainda consegue sentir o gosto de uma casquinha do mac, ainda consegue notar o cheiro característico do centro do Rio de Janeiro (dica: não seria vendido em potinhos com o nome de Chanel Nº 17) e, claro, ainda consegue sentir a porrada dada por aquele cara que estava vindo na sua direção segurando uma caixa de frutas e cujos gritos você não conseguiu ouvir por causa dos fones de ouvido. True story.

Pensar que está num videoclipe: Você tem a música, você tem os figurantes, você tem o estado de espírito, você tem aquela chuva caindo de leve ao fundo,as pessoas que parecem caminhar em slow motion (o que com a quantidade de idosos no bairro do Flamengo pode até ser verdade) e no Ipod o Semisonic toca “Never you mind”, que é a sua música de briga de casal favorita. Você levanta seu guarda-chuva, caminha desviando das poças e girando em torno de alguns postes, sobe em cima de um banco, ensaia dois passos de sapateado e a mesma senhora do metrô, que por alguma razão está passando pela sua rua, tem, nesse momento, a certeza de que sim, você tá com algum problema.

Anúncios

17 Comentários

Arquivado em Músicas e derivados, Top

17 Respostas para “Top 5 – Problemas com fones de ouvido

  1. ana tereza

    ai star wars!!!!!! ta bom agora vou ler o texto.

  2. moniquemoro

    já cumpri todos itens da lista com louvor.
    (talvez por isso tive que aposentar meu mp3, tadinho…)

    ps: coincidência postarem isso no twitter hj:

  3. Princesa Leia rocks!!! (Assim como o Air Guitar! Como assim, coisa meio absurda?)
    E eu tô impressionado com o fato de você ouvir músicas em francês, que chique…

  4. Pior que tudo isso é verdade…e eu agora vou passar o dia usando fones de ouvido mesmo, já que meu computador resolveu não ligar mais e eu precisava dele, entre outras coisas, pra ouvir minhas músicas, agora vou ter que gastar a bateria do celular mesmo e ficar um pouquinho mais surda…

  5. Hahauhauahuahuah, também adoro air drums, embora o que eu faça não tenha naaada a ver com os movimentos reais. E eu SEMPRE penso que estou num videoclipe!

  6. p.s.: eu não gosto de fones de ouvido, exatamente por conta dessas consequências, todas se aplicam a mim hauhauhauahuaha (menos cantarolar em espanhol e francês).

  7. Pingback: Tweets that mention Top 5 – Problemas com fones de ouvido « Wrapped Up in Books -- Topsy.com

  8. Sou meio retardada socialmente nesse ponto. Coloco fone no ouvido e esqueço que posso incomodar as pessoas e canto alto. Faço até segunda voz.

  9. Também já cumpri todos os requisitos, com todo o louvor necessário. O problema é que minhas orelhas são muito pequenas, os fones não entram direito e ficam caindo. Vira e mexe, eu fico com um sim e outro não, e começo a aumentar loucamente o volume, achando que é problema do ipod.

    Eu não sou lá muito genial.

    Mas, ainda sou uma fã incondicional dos fones de ouvido. Aliás, ainda vou escrever sobre como eu quero promover uma campanha para que todos eles sejam daqueles fodôes e não permitam que a gente ouça Exaltasamba e Lucas Santanna alheios.

    Fora a minha raiva dos celulares que têm tv. É, fora isso…

    • Esse é um ponto altamente positivo (e, aparentemente, desconhecido) dos fones: para ser usado em ambientes coletivos.
      Já tive que passar por alguns momentos desagradáveis por conta de caras que acham que todas as 70 pessoas do ônibus (em que deveria caber umas 50, no máximo) têm interesse e vontade de ouvir a coletânea de funk que ele salvou no celular….

      • Juninho

        Thiago,

        Quando eu preciso pegar onibus rpa ir pra casa é pior porque não é só um o “DJ do Busão”. Normalmente tem dois ou até mais tornando o percursso até minha casa quase um duelo da “Cuca Impiedosa” contra o “Furacão 2000”.

  10. Espero que tu não sejas aquele cara que ao ouvir música fica batendo com o pé no banco da frente do que você está sentado. Porque eu sou o cara que senta no banco da frente e, mesmo que as batidas estejam sincronizadas com o rítimo da música, elas não me são agradáveis.
    No mais: diga não aos guarda-chuvas, eles são malignos.

  11. Maria

    O fato de você ter colocado a foto da Princesa Leia relacionada a um texto sobre fones de ouvido esgota qualquer outro tipo de comentário que eu poderia fazer.

  12. ah, eu canto até sem fones de ouvido. então, acho que ultrapassei o limite da sua lista de vergonhas relacionadas a músicas. hahahaha.

  13. eu tambem nao consigo ouvir minhas musicas favoritas (umas 497) sem cantarolar junto.
    como eu so uso o ipod na academia, gosto quando a parte das esteiras estao vazias e eu ate arrisco um fio de voz, ao inves de so mexer a boca.
    se alguem passar atras e eu nao ver? NEM LIGO.

    acho que o problema MESMO do fone de ouvido é que voce tem que ter muito auto controle quando ta ouvindo musica nele. e poxa, voce com certeza poe as musicas mais fodas e com maior carga emocional no seu ~WALKMAN~ … claro que vai esboçar alguma reação – dançar, cantar, chorar, sorrir – quando ouve.
    tenho psicologico e controle pra isso nao.

  14. Elisa

    HAHAHAHHAHAHA!

    Pensar que está num videoclipe é o meu favorito. Todos nós devíamos viver em um musical.

  15. Nossa, pensei nisso hoje, enquanto ouvia meu mp3 a caminho do dentista.
    E eu sempre canto junto, bem baixinho… bom que deu pra ignorar o cara no bus vendendo caneta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s