Publieditoral #12: Olá, vamos falar de coisa boa?

E está chegando o segundo volume da coletânea de contos, com aquele atraso moleque, malandro e maroto que me enche de expectativa e ansiedade, além de um vago nível de paranóia, mas tudo bem. Ao contrário do que a editora havia me dito, ainda não temos um site para a venda do livro (“publicamos mas não colocamos o site de venda no ar” deve ser a versão editorial de “eu gosto de você, mas só como amigo”, não sei). Portanto a venda está sendo feita pelo email da editora mesmo, o belacop@belacop.com.br, através do qual você pode fazer o contato pedindo a sua cópia e possivelmente, se você tiver tempo, também pode mentir dizendo que todo mundo na sua cidade está procurando o livro e ele deveria ter uma distribuição um pouco mais ampla, com cartazes dos autores, coquetéis e possivelmente um parque temático. Mas apenas, como eu disse, se você tiver tempo.

Mas além do épico sucesso editorial de proporções épicamente épicas que eu espero que sejam esses dois volumes da coletânea, continua rolando a décima oitava revisão do meu livro de contos (o legal das constantes revisões é que elas começam te fazendo questionar os detalhes, em breve te levam a questionar seu estilo e rapidamente te fazem questionar a sua capacidade, seu bom-senso e o porque de você não ter um hobby normal como todo mundo e deixar isso de escrever de lado logo) cuja publicação eu espero conseguir negociar também com a Belacop e um draft inicial de textos do blog para uma coletânea que eu quero soltar em formato de e-book, porém com um visual mais digno e uma diagramação que não remeta a idéia de duas crianças indianas bêbadas usando o paintbrush com os pés enquanto perseguem uma cabra por um pasto de solo irregular durante uma festividade qualquer, como acontece com tudo que eu tento editar, graficamente falando. Mas claro, vocês podem me poupar desse trabalho votando aqui.

E além de todas estas fantásticas novidades cheias de emoção, amor, carinho, cogumelo do sol e cartilagem de tubarão, ainda existe uma, tão cheia de magia quanto o meu irmão jogando Marvel x Capcom com o Ryu, tão cheia de graça quanto aquele episódio em que a poltrona do Joey morre e tão cheia de vitória quanto a Ellen Page deitada nua sobre um tapete felpudo segurando dois filhotes de São Bernardo: a possível participação do Just Wrapped no Portal Interbarney.

Sim, amigos, este blog, que nunca havia participado de nenhum projeto coletivo, grupo de autores ou mesmo sido chamado para um chopp numa sexta-feira qualquer, teve a honra de entrar em negociações com Chico Barney (uma espécie de Rupert Murdoch da web 2.0, só que torcedor do Avaí) para participar da mais fantástica experiência em termos de geração de conteúdo da internet brasileira, num movimento de marketing que só pode ser comparado a compra da Marvel por parte da Disney, a compra da DC pela Warner ou a compra do cavalo Faísca por Beto Carreiro*. Esperem mais informações em breve. Ou não, se não der certo no final.

Mas como se não bastassem esses 72 hits de êxito profissional, que representam quase um fatality do Baraka na cara da sociedade, ainda venho através desta orgulhosamente anunciar que entrou no ar ontem o meu primeiro artigo como colaborador do Papo de Homem, a mais épica (e legal) não-revista masculina da internet brasileira, o tipo de oportunidade sensacional pela qual eu só posso é agradecer aos visionários Guilherme e Gustavo e prometer que eles não se arrependerão. Não muito, ao menos. Quer dizer, eu vou tentar, sério.

Em outras palavras, todo o bom trabalho foi recompensado, todo o nosso esforço foi reconhecido e agora possivelmente sairemos do mundo dos blogs amadores e entraremos nas grandes ligas, onde, é claro, seremos tratados como calouros e trancados dentro dos nossos próprios armários (possivelmente com a cueca enfiada na cabeça) mas tudo bem.

Sim, amigos, fiquem conosco. Uma nova era se inicia, uma nova fase se aproxima, um novo mundo se abre e estaremos juntos nessa viagem. E agora uma rápida palavra do Juarez.

*Estou com umas comparações perturbadoras hoje, não? Tipo i’m on fire e tudo mais. Vou tomar um suco de maracujá assim que terminar isso aqui, sério.

Anúncios

12 Comentários

Arquivado em Good News, trabalho, vida profissional

12 Respostas para “Publieditoral #12: Olá, vamos falar de coisa boa?

  1. Annia

    Isso quer dizer que vou ter que tomar cuidado com o que escrevo aqui porque mais gente pode ler? Hum…

    Ah, sim, parabéns e tal. =)

  2. Mas isso não é tudo!!!! Ainda tem uma repêtaculá citação a Rodney Di nas tags!!! Nice!

  3. E ótimo texto sobre a influência dos super-heróis no relacionamento com as mulheres. Ainda que tudo isso tenha dado errado para mim (a número 1, quando eu era solteiro, e a número 2, agora que sou casado, são as que mais me atrapalham a vida…).

  4. putz! nem lembrava mais do glorioso iogurte toptherm. (: hahahaha.

    anyway, parabéns pela sua ascensão no mundo bloguístico. vou continuar votando pra que o JWUIB vire livro. o/

  5. fafnir

    Wow… parabens por aparecer no Papo de Homem… Eu realmente sabia que lembrava do autor quando vi no rss escrito “5 coisas que os quadrinhos me ensinaram sobre as mulheres” com o autor João Baldi Jr.
    Parabéns e muito sucesso.. eu os acompanho a pouco desde o reboot do predador que nao iria escrever.. realmente ri muito, show de bola.
    “”(…)épico sucesso editorial de proporções épicamente épicas”
    Simplesmente… Épico!
    Abraços.

  6. ana tereza otoni cardoso da silva

    Sabe que tudo isso me deixa muito feliz pq é bom quando pessoas que a gente viu batalhar vencem e se dão bem.
    Parabéns!

  7. Marília N.

    Boa, João! E não se esqueça dos amigos virtuais quando ficar famoso e tal.

  8. O prazer é todo nosso em tê-lo à bordo, João. You´re a fuckin epic writer.

  9. Hauhauhauhauahuahua. Adoro suas comparações. Parabéns! Não deixe de escrever (:

  10. AI JOÃO, ARRASÔ, HEIN.
    Sou muito sua fã e muito fã do Papo de Homem.
    Orgasmos simbólicos de felicidade por você.
    Quero seu livro. CADÊ? Onde compra?

  11. Muito bom o texto dos super-heróis.

    Sucesso na grande mídia virtual!

  12. Ana

    Pensei que só eu e meus amigos brincavam de falar de coisa boa com a Iogurteira TopTherm! Hahahaha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s