Minha pequena lista de grandes feitos de 2010

Ler todos os livros que eu comprei: Sabendo que o “só vou comprar mais livros depois que terminar de ler esses aqui” é o “começo a dieta na segunda-feira” do mundo nerd, é uma imensa satisfação dizer que não, não tenho mais uns 70 livros, vários deles ainda lacrados no plástico, entulhando meu quarto e tornando praticamente intransitável o local. Também é um orgulho dizer que não, não deixei que a internet e o vídeo-game tomassem o tempo que eu dedicava à leitura, gerando um nível bizarro de acúmulo de obras e, é claro, não comprei mais nenhum livro nesse período, nem mesmo aquelas coletâneas de Peanuts, aquelas HQ’s todas na Comicon ou essa coleçãozinha nova do Ítalo Calvino. Assim como, é claro, não estou neste momento comprando a coleção completa da Torre Negra pra deixar no meu quarto mais 5 mil páginas não lidas.

Ser absolutamente efetivo e produtivo no trabalho: No trabalho eu posso me orgulhar de não ter travado diante das dificuldades, não ter ficado tímido e me mantido quieto por medo de falar besteira, não ter deixado que a minha criatividade fosse podada pela minha insegurança, não ter me dispersado durante as reuniões, não ter fingido que estava falando ao celular pra evitar meu ex-chefe e não ter, em absolutamente nenhum momento,  nenhunzinho mesmo, pego no sono durante explanações técnicas e chegado a roncar alto o bastante pra gerar incômodo no ambiente.

Ter uma vida pessoal organizada: No âmbito pessoal consegui durante mais um ano não desligar o telefone pra evitar ligações, não dizer que estava “tudo bem” pra não confrontar as pessoas, não ficar confuso em relação ao que eu sinto, não me enfiar em situações das quais eu não faço a menor idéia de como sair, não vacilar involuntariamente com as pessoas, não ser muito fácil quando deveria ser difícil ou difícil quando deveria ser fácil. Não me fiz de sonso em conversas sérias, não usei a saída Scott Pilgrim e fui ao banheiro quando colocado sob pressão, não prometi ligar e não liguei, não fiquei esperando mensagens como um adolescente. Não fui bobo demais em momentos onde deveria ter segurado minha onda e, claro, não fiz nenhum grau de oversharing pessoal, seja no blog ou no twitter. E claro, não mandei nenhuma dm ou mensagem de celular quando estava bêbado e nem fui inconveniente em conversas de msn, porque eu jamais faria algo assim.

Ficar em dia com todos os meus seriados: Não, eu não deixei de ver Lost depois da morte do Charlie e agora preciso passar o tempo todo evitando que as pessoas me encham de spoilers que pra elas não são spoilers (como quando eu contei pra uma amiga que no final de Tróia o Aquiles tomava uma fechada no calcanhar e ela brigou comigo), eu não assisti pilotos de umas oito séries e baixei várias temporadas apenas pra não ver nada depois, eu não comprei o box de Pushing Daisies pra que ele fique lá no armário guardando pó e acima de tudo eu não, nunca, jamais, em hipótese alguma, deixei de ver episódios inéditos das séries que eu gosto pra ficar vendo episódios antigos de O.C. Mesmo porque eu não gosto de O.C. E muito menos de Dawson’s Creek.

Levar uma vida regrada e saudável: Nesse ano me mantive fiel na academia, não me machuquei várias vezes jogando bola, não fiz exercícios com periodicidade definida no modo shuffle, não me alimentei de forma tão equilibrada quanto uma luta de MMA entre Quinton Rampage e minha tia-bisavó Dona Binha, não fui orientado a fazer fisioterapia mais de 3 vezes e faltei a todas as sessões. Não tive ressacas freqüentes, não fui vezes demais no Outback, não fiquei acordado até de madrugada lendo quadrinhos pra trabalhar às 07:00 no outro dia, não desisti de novo de começar na fono, não mantive uma geladeira com apenas cerveja e uva thompson durante meses e não, não joguei futebol dois dias depois de mal conseguir andar ou sair da cama, como se eu fosse pago pra isso.

Anúncios

18 Comentários

Arquivado em Crônicas, crise de meia meia idade, Vida Pessoal, vida profissional

18 Respostas para “Minha pequena lista de grandes feitos de 2010

  1. john player special

    Só consegui metade de cada item

  2. vc copiou minha vida pessoal?

  3. É como diriam por aí, né: o importante é ser feliz. (Campanha solte seu Augusto Cury interior)

  4. No dia que você conseguir concluir todas essas tarefas (o que, do meu ponto de vista, é algo mais fantástico que os 12 trabalhos de Hércules), você vai ter que me ensinar comofas.

    Outra coisa: O.C? Dawson’s Creek? E qual é a próxima da lista, Gilmore Girls??? Cara, injete testosterona na sua tv: veja Prison Break, 24 Horas, Sobrenatural ou até um Smallville da vida…

    • joão baldi jr.

      Cara, então…eu via Gilmore Girls, mas apenas esporadicamente. E a trilha sonora era boa, admita.

      (Só vou colocar outra série de ação no mix depois que terminar Lost. Acho que será Dexter, devido a comoção que ela vem gerando. Prison Break eu vi dois episódios, achei bacana, mas não me empolgou muito, sabe?)

      • Dexter… É uma da minha lista para atualizar. Prison Break eu vi pela primeira vez ontem, parecia ser um pedacinho de um episódio da primeira temporada, achei bacana, tá na minha lista de coisas a fazer (falando em lista: tenho q recuperar o tempo perdido em My Name is Earl. E em The Office. E em Family Guy).
        Se vc viu Lost até a morte do Charlie, viu a série em seu apogeu (insira citação a grupo de pagode aqui). Depois disso, é ladeira abaixo. Aluguei a última temporada esses dias e achei razoável (Renata detestou, ficou assaz decepcionada). Agora, uma aquisição recente para minhas séries favoritas: Sobrenatural (acho que estou sendo repetitivo, mas eu recomendo altamente. É uma série sobre laços familiares, um carro antigo que o irmão mais velho nunca deixa o mais novo guiar, referências a rock clássico e cultura pop em geral, e caçada a monstros, demônios e etc. Como pode ser ruim???).

  5. JuninhO

    O.C. é bem legal, cara! E 24hs é muito chato.

  6. Pingback: Vai tarde, 2010 | Compulsive

  7. e você pode muito bem presentear alguém que goste de pushing daisies com esse box aí, tipo eu. hahaha.

  8. Pelo que vejo o seu ano foi bastante parecido com o meu.

  9. Fernanda

    sua vida é bem agitada, agora pensando na minha só lembro de fraldas, brinquedos e mamadeiras.

  10. Rafael Andrade

    Recomendo “The Walking Dead’,
    são só 6 episódios, então dá pra acompanhar fácil,
    o foda é que vc vai querer ver mais, mas AINDA não tem !

  11. Já pensou que tédio é a pessoa que lê todos os livros que compra; que é um profissional de conduta irreparável; que mantém tudo no seu devido lugar, emocionalmente falando; que consegue acompanhar o ritmo frenético dos seriados; e que ainda por cima é geração saúde… Fala sério.. morro de tédio com alguém assim. Falta emoção na vida dessa pessoa certamente.

    Falar em livros por ler.. estou lendo um livro da capa feia! Mas estou achando meio triste… enfim, depois te conto o resultado final.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s