Who watches the commentmen?

Faz um certo tempo que eu parei de ler jornais impressos. Quer dizer, sendo sincero, mas sincero mesmo, eu nunca gostei tanto assim de ler jornais (por isso sou jornalista, acho: vingança pura e simples) e durante grande parte da minha vida lia só a página de esportes e o segundo caderno, mas isso não vem ao caso. A questão é que atualmente todo o contato que eu tenho com jornais impressos vem do Destak que eu ganho no metrô e basicamente pára por aí: o resto é basicamente internet. Leio o Globo, a Folha, o Terra, o UOL,  Estadão, alguns blogs e alguns portais estrangeiros (e tudo mais que dá pra ler antes que minha chefe note e me diga pra voltar a trabalhar), visando me manter um profissional de comunicação bem informado e totalmente consciente dos rumos da economia brasileira, da política mundial e da vida pessoal da Solange Freire, ex-banheira do Gugu e que transou com o Renato Gaúcho na ponte Rio-Niterói. Tensa a vida do Renato, não?

E um recurso que se tornou comum em vários dos grandes jornais on-line ou portais de informação em tempos de web 2.0 é liberar uma área pra que os leitores comentem as notícias. Sim, interatividade, comentários, troca de idéias, a chance de ser ouvido, um conceito legal que reflete como a informação é construída e transmitida hoje em dia, com um espaço pra que o leitor complemente a notícia com dados e opiniões. Bacana. Não fosse o fato de que, ao que parece, todas as pessoas que comentam nesses locais são malucas. Sério, malucas, fodidamente malucas. Fodidamente muito malucas.

Experimente entrar no Globo.com ou na Folha, por exemplo, e veja o tipo de coisa que acontece. Não, não falo das pessoas que escrevem em caixa alta, porque o Sílvio Luiz e a Xuxa faziam isso no twitter, então tudo bem. Também não falo das pessoas que reclamam da qualidade dos textos porque isso é até válido e hoje em dia alguns textos parecem mesmo ser escritos por estagiários (estagiários de engenharia, em alguns casos) e correções e sugestões deveriam ser sempre bem vindas. E claro, também não falo das pessoas que comentavam o blog da Luciana da novela das 8 desejando a ela toda a sorte e força do mundo, porque ela era linda, e terminavam pedindo o telefone dela e chamando pra sair. Essas pessoas são realmente malucas, tem problemas e não merecem ser zoadas. Ou então são apenas como minhas tias que levam televisão a sério demais.

Mas veja as pessoas que lêem uma nota sobre o Ricky Martin e comentam com um “a, eh um viado kkkkkk” ou que usam toda e qualquer notícia (uma matéria fascinante sobre queijo spray, por exemplo) como pretexto pra um longo e gigantesco comentário em caixa alta dizendo que o Serra é genial e o Lula é um imbecil (ou vice-versa) ou mesmo as que começam nesses comentários longas e ásperas discussões que rapidamente descambam pras ofensas pessoais, acusações de nazismo (porque toda discussão na internet termina em nazismo) e coisas do tipo. Estão acrescentando informação? Não muito. Estão enriquecendo a discussão? Duvido bastante. Estão trollando como se não houvesse amanhã e suas vidas dependessem disso? Sim, claro, estão. Mas ao mesmo tempo estão exercendo seu direito de expor a opinião e isso é sadio. Ou deveria ser.

O que parece é que a internet e os recursos de interatividade trouxeram à tona o Caetano Veloso que existe em cada um de nós. Não, não porque passamos a ter uns trejeitos estranhos, sentir tesão na Paula Lavigne e ficar de bobeira com o pai da Preta Gil por aí, mas sim porque muita gente passou a se sentir na obrigação de ter e dar opinião sobre tudo, independente de ter base ou não, de precisar ou não, ou mesmo de alguém se importar ou não. Mais do que comunicação, mais do que uma troca de idéias ou conceitos, esse tipo de espaço parece ter se transformado numa área de catarse, mais perto de uma discussão de bêbados virtual do que de um fórum onde as pessoas realmente ouçam umas as outras, um dos sinais mais claros de que muitas vezes a interatividade da internet é mais fachada do que fato, mais propaganda do que verdade.

Porque afinal, na internet, ao contrário de no espaço, todo mundo pode te ouvir gritar em caixa alta…mas isso não quer dizer que alguém realmente esteja se importando, amigo.

Anúncios

22 Comentários

Arquivado em Gente bizarra, Mundo (Su)Real

22 Respostas para “Who watches the commentmen?

  1. As acusações de nazismo bem como aqueles caras que culpam o Serra ou o Lula pelo fato de terem tropeçado na calçada nao se restringem apenas aos sites de noticias. Experimente dar uma passada por qualquer comunidade de cidade ou estado no orkut, ou mesmo ver as postagens de muita gente no facebook.
    De repente todo mundo é “politizado”, saudade do tempo em que a maioria não era…. kkkk
    Mas Deus abençoe a liberdade que a internet dá a todo mundo, seja isso bom ou ruim hehehe

  2. Josy

    NOSSA, CADÊ A QUALIDADE? ESTE TEXTO PARECE TER SIDO ESCRITO PELO ESTAGIÁRIO… ISSO TUDO ME LEVA A ACREDITAR QUE O SERRA E O LULA NÃO SÃO TÃO LEGAIS QUANTO A DILMA, O CABELO DELA É BEM MAIS ARRUMADO. MAS ALGUEM JÁ DISSE QUE VOCÊ É UM GATINHO? TEM ALGUMA COISA PRA FAZER HOJE A NOITE?

  3. Pow! Vim todo pimpão mandar um “First”, mas ai já tinham comentado… DROGA!

  4. Não sei se vale como reflexão, contraponto ou que seja, mas você está ciente que aqui mesmo no seu blog existe um espaço para comentários? Você está ciente que alguns dos seus leitores mais fiéis deixam comentários, ainda que não acrescentem nada ao tópico, só para que você saiba que seus leitores são fiéis, “they care a lot”, e querem que você saiba que seus textos são lidos e apreciados? Você se dá conta que, ao criticar comentaristas com hábitos de franco-atiradores, você pode inibir alguns de seus leitores mais fiéis a deixar comentários nos seus textos, fazendo você achar que está perdendo público e se desmotivar a escrever?
    Mas seu blog talvez não seja um bom exemplo, já que, aparentemente, alguns de seus leitores lêem e comentam os comentários dos outros. Sem falar, que no meu caso específico, é o único lugar que ainda deixo comentários em toda essa vasta internet de meu Deus, e eu leio seu blog no trabalho, em horário que eu deveria estar trabalhando.
    (De fato, acho que meu comentário não serviu de reflexão ou contraponto. A culpa disso deve ser da Dilma)

    • joão baldi jr.

      Cara, eu realmente acho que são contextos diferentes, sabe? Eu não questiono os comentários no campo conceitual, eu questiono o bizarro de certos comentários que perdem seu senso de relevância. Quantas pessoas você vê num grande portal comentando pra dizer “bom texto, achei muito interessante” ou “cara, você escreve bem” ? Praticamente ninguém. Mas pra dizer, numa reportagem sobre algo que aconteceu no Rio Grande do Sul, que todo mundo é “viado” sempre tem um monte. É mais ou menos por aí.

      Já num blog a situação dos comentários é diferente, porque a discussão acontece de outra forma e opinião é manifestada por outras razões. Ou seja, espero não ter intimidado os corajosos leitores do blog a continuar com seus comentários que sempre servem de feedback para as coisas que eu escrevo aqui.

      E gastei minha cota de “falar sério” desse ano já no começo, infelizmente.

  5. BRASILEIRO É TUDO POBRE E BURRO MESMO… APOIA A DILMA E OLHA SÓ A VICE-PRIMEIRA DAMA QUE TEM; TÁ COM O TEMER PQ ELE É INTELIGENTE E LINDO; PT PERDEU MEU VOTO DEPOIS DESSA! SE LIGA JOSY… TKSSSS

  6. joão, nem seus próprios leitores te levam a sério. não, com esses comentários. hahaha. mas, concordo. de fato, as pessoas deixam todo o seu espírito de porco transparecer em comentários de notícias em sites. e sim, é muito, muito bizarro e assustador. até logo!

  7. Eu ia fazer mais uma piada comentando em caixa alta o fato de que se estou com fome é culpa da Dilma. Mas a Flávia e a Josy já capricharam, então deixa pra lá.

    Tudo que eu posso dizer é: João, a Dilma está pelada agora.

    (sinal de que devo parar de ir tanto no MDM)

  8. VIVA O LULA
    seu nazista

  9. estagiarios de engenharia. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    eu devo ter estagiários do quê? eu nem tenho estagiários. ainda. o RH jurou que vai me mandar um. deve ser a proximidade de 2012. enfim, viu? nao falei nada com coisa nenhuma. vc falava dessas pessoas no texto? huaiahua.

  10. Bárbara A.

    Ler os comentários dos leitores no site da Folha se tornou entretenimento p/ mim.
    Às vezes eu acho trágico (hoje, por exemplo, pessoas chamando de HERÓI o homem que matou o namorado da filha adolescente, e chamando a menina de “piranha que vai sair piriguetando forrrte por aí”), às vezes é engraçado e eu acabo rindo (qualquer notícia sobre moças bonitas traz uma LEVA de pedreiragem…”ahhh fica triste pq vc se separou não, Jennifer Aniston, vem aqui que eu te consolo kkkk”).
    Sei lá., é um pouquinho preocupante o teor de algumas dessas mensagens, e pensar se elas refletem opiniões majoritárias.
    Só sei que esses espaços de comentários tendem a ser bizarros…

  11. Esqueceu de citar os dissimulados que escrevem frases pornográficas e sem nexo algum com a notícia…na verdade, 0,001% dos comentários sao realmente ligados com a notícia em questão hahaha

  12. Tem também o comentário-indignado-padrão da vez: “e ainda querem fazer Copa do Mundo e Olimpíada no brasil!”. Tipo assim, notícia sobre um trem de carga que descarrilhou no porto de Paranaguá, e ainda querem fazer Copa do Mundo e Olimpíada no brasil!”, depois notícia sobre o pitbull que mordeu um pedestre inocente, “e ainda querem fazer Copa do Mundo e Olimpíada no brasil!”, matéria sobre recomendações de ortopedistas sobre peso das mochilas de alunos do ensino fundamental, “e ainda querem organizar Copa do Mundo, vamos mostrar essa vergonha pro mundo inteiro!”

  13. Annia

    Daqui pra baixo é tudo viado. Incluindo a Dilma.

  14. Elisa

    Comentário para acrescentar.

    Há um tempo, li um texto sobre isso. Sobre como ter e dar uma opinião está se tornando algo sem sentido ou valor na internet. Acho que é mais ou menos o que quis dizer. Se não for, leia o texto mesmo assim. Vale a pena.

    Aqui está:
    http://www.digestivocultural.com/colunistas/coluna.asp?codigo=1385&titulo=Por_que_a_critica,_hoje,_nao_e_bem-vinda

  15. Pirulits

    PUTA TEXTO BEM FEITO, SE VC CONSIDERAR BEM FEITO UM ALUNO DE ADM DA UNIP. TUDO ELITEZINHA DE DIREITA ESSES AE QUE FALA DO SERRA, E QUEM NÃO É GOSTA DE BBB, NOVELA E LUCIANA GIMENEZ. FELIZ DIA DE SANTA HONORATA PRA TODOS VCS.

    (P.s.: Pseudotexto sem opiniões reais, dã)

  16. Ana Spoladore

    Não tem uma semana em que minha mãe não venha me falar de um artigo nada a ver que ela leu na internet e de como os comentários são isso ou aquilo.
    Eu geralmente nem leio os comentários dos outros e quase sempre desisto de postar meu próprio comentário.
    Acho que todo mundo quer ser ouvido, considerado. Mas tem uns que, né, exageram.
    Um dia eu tava lendo sobre aquela treinadora que foi assassinada pela orca e tinha um comentário dizendo que A ORCA SÓ MATOU ELA PORQUE ELA ERA POBRE!, que a orca era preconceituosa ou algo assim.

    • alice

      hahahahah é assim mesmo! eu tb desisti de dar opinião nos jornais e comecei a achar q todo mundo é burro ou tem probleminhas mentais

      mas tem pessoas q falam absurdos tão grandes (“viado tem mais é q apanhar”, “gordo tem mais é q morrer”, “mulher é tudo vagabunda”, “pobre devia voltar pra senzala”, etc) q me revoltam… prefiro nem ler e fingir q o país é minimamente civilizado

      e tb pq perdia horas e horas fazendo isso e no final só sobrava essa sensação de vazio mesmo, uma coisa totalmente inútil

      mas daí o sucesso do twitter, né? quem quer comentar no site do jornal e ter sua opinião soterrada, qd se tem o twitter pra falar os absurdos q vc quiser sem ninguem pra reclamar? e vc ainda pode ganhar vários RTs propagando suas ideias grandiosas, etc.

      o site da folha ainda é melhor q o globo pq tem links individuais pra cada comentário (q vc pode tacar no twitter e fazer a sua réplica) e ainda dá pra “curtir” ou “vaiar” com as mãozinhas (y) (n)

  17. Ou seja, a internet está criando chatos, chatos tem sempre uma opinião sobre tudo.
    Um estudante de engenharia escreve comigo, devo me preocupar certo? :O

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s