5 orientações pra quando você for conhecer a nova namorada/parceira casual/amiga especial do seu amigo

#Não seja proativo: Uma das grandes posturas geradoras de gafes no mundo é a proatividade.  As pessoas querem ser proativas no trabalho e estragam projetos, querem ser proativas no acampamento e matam animais fofinhos com pedaços de madeira, querem ser proativas na cozinha e incendeiam o fogão, daí ser necessário quando você conhece a namorada de um amigo, manter a postura mais reativa possível. Só chame a garota pelo nome depois que o seu amigo repetir essa identificação duas vezes, só se refira a ela pelo status depois que ele for confirmado por uma fonte externa e só expresse opiniões se tiver quem possa referendá-las. Essa é a melhor forma de evitar que você chame a Letícia de Marcela, a ficante de quem ele quer se livrar de namorada e comente que a ex dele lembrava um pouco um travesti exatamente quando está conversando com a mãe dela.

#Não use apelidos: Apelidos, assim como cuecas, escovas de dentes e depiladores nasais, são artigos de uso pessoal e devem sempre ser mantidos assim. A não ser que seja um daqueles casos em que o apelido realmente passou ao uso comum e se tornou mais famoso do que o nome de batismo da pessoa (o seu parceiro Pelé, por exemplo), tente sempre se referir ao seu amigo pela alcunha que você imagina que a mãe dele deva chamá-lo. Isso evita não apenas que um apelido constrangedor seja revelado para uma garota ainda não preparada para tal como também não gera a necessidade de que esse apelido seja posteriormente explicado para a citada garota. Afinal, não é porque você chama seu amigo de “Mini-Viena” que a garota precisa saber, no segundo encontro, que os órgãos genitais dele são comparados a um tipo específico de salsichinhas.

#Não trate de temas polêmicos: Um dos grande corolários da “Lei de Bolsonaro”, esse tópico se refere a nunca colocar em questão ou discussão temas que possam gerar alguma resposta que gere confusão, constrangimento ou apenas que vai deixar todo mundo meio bolado. Sistema de cotas, título brasileiro de 87, governo Dilma, final de Lost, não são tópicos pra você abordar logo na primeira vez em que a garota é introduzida no grupo e, ainda confusa e preocupada, busca se enturmar e ganhar a simpatia de todos. Tente ao menos nesse contato inicial jogar na mesa apenas assuntos tranqüilos, de julgamento fácil e nos quais ela possa opinar sem receio de rejeição ou reações hostis, como massacre de curdos, paulo coelho, violência doméstica e ditaduras totalitárias. Se ela apoiar qualquer um desses conceitos, chame seu amigo de lado e bata um papinho.

#Não fale do passado: Ainda que a maior parte das mulheres seja tranqüila, racional, ponderada e madura o bastante pra compreender que todo homem tem um passado e nada pode ser feito quanto a isso, algumas garotas tem uma grande dificuldade para processar esse tipo de dado e preferem pensar que o seu atual namorado foi criado dentro de um tubo e, em seu primeiro passeio pelo mundo real, topou com ela, logo na segunda rua. Somando isso ao desconforto óbvio que todos nós temos quando pensamos em nossos atuais parceiros realizando maratonas sexuais molhadas, selvagens e regadas a tequila barata com seus antigos parceiros, fica claro porque, quando estiver no meio do papo, você deve evitar a “história das trigêmeas gaúchas”, o “lance da boate em Vitória” ou “a maratona de pique-pega-pelado no sítio do tio do Rodolfo”. Sério, na boa, vai ser melhor pra todo mundo.

#Não tente pegar a garota: Eu sei que é uma questão óbvia, eu sei que é um lance meio autoexplicativo, mas vale ressaltar que é sempre de bom tom não atacar a namorada do seu amigo. Primeiro porque desgasta a amizade, depois porque cria um climão entre a galera e terceiro porque te torna um grandessíssimo filho da puta. Seria bacana se seus amigos já tivessem esse tópico meio introjetado, só por via das dúvidas.

Anúncios

14 Comentários

Arquivado em é como as coisas são, homens trabalhando, referências, situações limite, teorias, Top, Vida Pessoal

14 Respostas para “5 orientações pra quando você for conhecer a nova namorada/parceira casual/amiga especial do seu amigo

  1. Calma, você terminou de assistir Lost? É isso mesmo? Eu conheço um amigo que precisa ser meio freiado às vezes nesse lance de garota ou ex-garota do amigo. Mas fora isso ele é até um cara gente boa. E acho que alguém devia fazer um manual de como se portar na frente dos amigos do namorado também.

    • joão baldi jr.

      Sim, durante o carnaval eu finalmente terminei essa saga épica e depois passei duas horas xingando muito no twitter. Não pensei em nada mais maduro pra fazer, sabe como é.

      • Se a gente morasse nos EUA ia te sugerir enviar ovos podres para o correiro do Damon Lindelof e do Carlton Cuse, o que demonstraria exatamente o que as pessoas com algum bom-senso sentiram com aquele fim.

  2. Bruno

    Eu sei porque você escreveu esse texto, malandrão… hahaha

    Quanto a ficar totalmente embriagado, fazer danças esquisitas e contar mentiras que você mesmo revela instantes depois, tudo certo?!

    • joão baldi jr.

      Peraí que eu vou só no caixa e depois volto pra responder essa sua pergunta

      *piada interna*

      • Pengo

        Hahahahahahhaa… Pra bom entendedor meia palavra basta… Mas para un bom bebedor, sempre há espaço pra mais uma long neck comprada na estratégia do perdido… Vcs são referências…

  3. leofurmiga

    Me tire uma dúvida, “o lance da boate em vitória” é algo verídico, você já curtiu a noite capixaba? Ou foi citada apenas por termos a fama de festeiros malandrões?! Desculpe a curiosidade, mas é que sou capixaba! :)

    • joão baldi jr.

      Cara, foi apenas uma referência a um evento acontecido com um amigo. Na verdade uma das minhas grandes frustrações é nunca ter conhecido Vitória, uma capital que dizem ter a maior concentração de mulheres do Brasil num estado do qual eu nunca vi uma nativa que não fosse no mínimo um bocado bonita. Do ES eu conheço só a cidade do interior onde minha mãe nasceu e onde moram aqueles primos dela que me batiam quando eu era criança e contra os quais jurei vingança, ainda que não saiba exatamente o que eu vou fazer contra os caras. Mas vai ser feio, quando acontecer.

      • Leofurmiga

        Bom quando decidir vir à Vitória, conhecer nossas capixabas, boates, bares, moqueca etc…considere-se com guia e residência!! Quanto aos primos, te ajudo com eles, se você considerar a possibilidade de ligar anonimamente para minha empresa, e falar com a tia daqui que funk no escritório não é legal. Abraço.

  4. eu sempre acreditei que interrogatórios constrangedores são mais eficazes. assim, dá pra saber logo de cara se o seu amigo vai ainda ser parte do grupo, ou se ele vai se isolar naquele tipo de relacionamento grude que ninguém suporta. mas, a última orientação é bastante válida.

  5. eu sou a rainha dos bola-fora, principalmente quando o amigo que troca de ficante toda hora e eu chamo ela pelo nome da antiga.

    preciosas dicas.

  6. Direto ao ponto! Gostei!!
    Cara tem gente sem noção mesmo… minha irmã é dessas, sai falando e não pensa!!

  7. JuninhO

    Como sempre venho comentando atrasado pra dizer que, como você deve saber, minha namorada pensa como seu quarto paragrafo.
    Foda…

  8. Pingback: Bobalinks

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s