Sobre Peter Petrelli e outros caras que são piores em relacionamentos do que você

fabio-jr-e-fiuk-durante-coletiva-de-tal-filho-tal-pai-no-rio-de-janeiro-1291726249039_956x500

Uma das grandes coisas que a gente aprende quando gosta de séries de TV é a lidar com as nossas frustrações e com a idéia de que a nossa opinião não pode sempre prevalecer, isso é a vida e as vezes não adianta muito reclamar. Pushing Daisies foi cancelada, a Fox exibe toda a programação dublada, Law and Order tem 500 spin offs, Lost foi como um longo relacionamento de seis anos que terminou com frustração e traição, Tal filho tal pai ficou apenas no piloto, entre outras tantas pequenas injustiças e traumas que vão nos tornando mais fortes e mais tolerantes com o tempo.

E dentre todas as pequenas frustrações que eu tive com seriados nos últimos anos eu desconfio que a pior de todas foi Heroes. Sim, a série sobre pessoas com poderes especiais que teve uma primeira temporada brilhante (com um final muito ruim), uma segunda temporada ruim, com a qual eu tentei ter paciência por conta da primeira temporada brilhante (ainda que com final ruim) e uma terceira temporada sobre a qual eu sinceramente não quero falar. O quarto ano da série eu admito abertamente que não vi, mas acho que o fato de ter levado a série ao cancelamento não é exatamente um sinal de que as coisas melhoraram muito, os roteiros ficaram supimpas e a série ganhou tantos emmys quanto você ganharia foras numa festa da Ford Models.

Mas desconfio que de Heroes, mais do que a frustração de ver todo um potencial para o win e a glória televisiva desperdiçados , o que me marcou foi uma grande lição em termos de autoestima e confiança pessoal ligada ao fato de que essa série me ensinou que independente de qualquer erro, bola fora, besteira, idiotice ou absurdo que eu fizesse ou dissesse em qualquer tipo de relacionamento, em qualquer momento da minha vida, eu nunca seria pior do que ele, sim, ele, Peter Petrelli.

Explicando: na segunda temporada de Heroes, Peter, um dos protagonistas da série, conhece uma bela jovem irlandesa quando é levado, amnésico e inconsciente, para um pub na Irlanda (lugar onde qualquer um de nós é mais propenso a conhecer irlandesas, acho). Chegando lá eles se envolvem romanticamente e Peter, cuja missão era em tese salvar o mundo, a leva em uma viagem para um futuro apocalíptico no qual todo o planeta está contaminado por um vírus mortal. Chegando lá, ele, informado pela sua mãe de que ainda é possível evitar que esse futuro se concretize, volta para o presente. Sozinho. Sim, sozinho. Porque ele esqueceu a garota lá. É, eu sei.

Tente pensar em tudo de errado que você já fez com qualquer garota. Mentiras, sacanagens, traições, pequenas ou grandes, furadas, voluntárias ou não, coisas que você disse e não cumpriu ou disse que nunca faria e acabou fazendo. E agora tente imaginar se dá pra comparar com o conceito de dar um perdido numa garota, mas não um perdido normal e sim um PERDIDO NUM FUTURO APOCALÍPTICO QUE NÃO APENAS ESTÁ CONTAMINADO POR UM VÍRUS MORTAL COMO EXISTE NUMA LINHA TEMPORAL QUE VOCÊ MESMO FEZ QUESTÃO DE APAGAR AGINDO RETROATIVAMENTE NO TEMPO PARA QUE ELA NUNCA CHEGASSE A EFETIVAMENTE EXISTIR E ESSA GAROTA FICASSE PRESA NUM PARADOXO CRONAL SEM SOLUÇÃO.

Sério, guarde esse pensamento pra te consolar quando você fizer algo que te deixar se sentindo realmente culpado: nenhum de nós jamais conseguirá ser tão babaca assim.

E você Peter, você realmente era um vacilão e sua série merecia ser cancelada. Ah, e é muito errado ter tensão sexual com uma garota que você pensa que é sua sobrinha, cara.

28 Comentários

Arquivado em citações, Internet, situações limite, Televisão, Vida Pessoal

28 Respostas para “Sobre Peter Petrelli e outros caras que são piores em relacionamentos do que você

  1. Nossa, essa de ele deixar a guria no futuro foi, assim, uma das piores coisas da série. Não fez sentido algum, isso! Mas nem quero falar sobre isso, me deixa muito nervosa. Mesma coisa com o Lost.

  2. Felix

    Eu vi heroes até o “fim”, já que eles não terminaram a história.
    Vocês não tem idéia (felizmente) do que foi a quarta temporada. É de doer… Tem tanto plot twist que vc acaba se perdendo, tem um Carnival cheio de pessoas com poderes..

    Porém a Claire se envolve com uma amiga dela. Eu não lembro se elas se beijam (na verdade eu lembro, mas eu não sei se aconteceu de verdade ou foi coisa da minha imaginação), mas isso valia a expectativa do próximo episódio

  3. Felix

    Só complementando: jão, vai dizer que vc não pensaria em pegar sua pseudo sobrinha se ela fosse a Hayden Panettiere? Tá querendo enganar quem?

    • joão baldi jr.

      Cara, uma nóia que eu tenho: ficar com gente que seja, em maior ou menor grau, da minha família. Sério, é surreal, mas eu acho obscenamente absurdo, tanto que devo ser o único cara no mundo que jamais ficaria com uma prima. Acho muito, muito, muito errado e nunca mais conseguiria olhar para a minha avó.

      Mas sim, teve a cena do beijo com a Claire, eu vi no youtube.

      • Na minha família a gente tambem não acha normal ficar com primo, você não está só nessa. E eu nunca tive coragem de ver Heroes inteira, o pessoal anda dizendo que Misfits é o Heroes que deu certo.

        • joão baldi jr.

          Britânicos : they do it right, ao menos em termos de séries. Coloquei Misfits e No Heroics na minha lista de séries a assistir, logo depois que terminar Spaced.

  4. luiz

    Gente, na última temporada é revelado que Peter é filho ADOTIVO, da família Petrelli.

    O povo esquece isso manow!

    No final das contas, ele e a sobrinha podiam ficar juntos sim. :D

    Quanto a garota que ficou presa no futuro, é culpa do roteirista, ele que é fdp. isso sim.

  5. Na minha família a gente tambem não acha normal ficar com primo, você não está só nessa. [2] nunca gostei de heroes. e sempre me impressiono com o fato de você gostar de pushing daisies, sério.

  6. JuninhO

    Não tem nada a ver ficar com primas, problema nenhum… Esse seu puritanismo repentino me assustou um pouco…

  7. eu dormi nas duas vezes que tentei ver o primeiro episódio de heroes. fim.

  8. Esse perdido é pior que falar que vai encher o copo e já volta em festa de bebida liberada pra menina que se perdeu das amigas.

    E eu já peguei prima.

  9. Shibbo

    Cara, depois de ler esse texto eu vou ali escrever e-mails de perdão para todos os caras que eu xinguei de escrotos na minha vida, porque pqp esse sujeito aí.

    Eu fui assistir ao primeiro episódio de Heroes na maior VIBE, pensando que ia ser coisa linda de Deus. Que nada, uma bosta. Dei uma chance, assisti ao segundo. Continuava uma merda. Cogitei continuar assistindo só por conta daquele pintor GATCHEEENHO, mas aí alguém me disse que ele não teria importância nenhuma e, se não me falha a memória, morria.

    Toda vez que encontro alguém que curte Heroes, assim, de coração, eu olho pra pessoa co um misto de desespero, dó e raiva e fico me perguntando se ela é retardada ou coisa assim. É dessa mesma forma que eu me porto quando alguém me diz que gosta mais do Clark que do Lex Luthor. Simplesmente não me entra na cabeça que alguém possa gostar mais de um sujeito indecentemente inocente e babacão do que de um megamilionário genial e careca. Mas essa sou eu, que sou doente mental.

  10. Pingback: Bobalinks

  11. Pingback: Sedentário » Blog Archive » Bobalinks

  12. Pingback: Bobalinks » Mp3 Clube

  13. Pingback: 4busca » Bobalinks

  14. Pingback: Bobalinks « Publique! – O Melhor da Blogosfera

  15. Edu

    hudhadhaudhuasdhuashduashudasu
    eu estava chateado por ter decido dar um fora, e agora estou bem melhor. serio!
    obg heroes :D

  16. ThiagoFC

    Nunca vi Heroes, e tudo o que li aqui (incluindo comentários) só fez meu interesse diminuir ainda mais (menos uma coisa: entendi errado, ou tem um beijo lésbico dando sopa por aí?).
    Agora, a Fox passar toda a programação dublada é uma ferida que ainda não cicatrizou, e provavelmente nunca irá. Exceto pelos Simpsons, esse canal tá morto pra mim.
    E uma dica de série: Sobrenatural (ou Supernatural, como queiram). A primeira temporada é boa, e a coisa só melhora da segunda até a quinta (a atual, a sexta, tem seus altos e baixos, mas os altos ainda fazem valer a pena). Sério mesmo: ação, drama, comédia, carro estiloso, referências a clássicos da música, do cinema e da tv, é a melhor série da qual eu tenho notícia.

  17. cara, voce DEFINIU MINHA RELAÇÃO COM HEROES no segundo parágrafo.
    obrigada.

  18. Erik Gustavo

    Eu já me sinto muito melhor em relação a várias mancadas, obrigado por me proporcionar isso sem eu ter que assistir essa série jamais

  19. Keila

    Ola!
    O Peter deixou a namoradinha irlandesa
    Esquecida no futuro porque ela nao tinha utilidade
    Alguma na serie!
    Amooooo vc Peter Petrelli meu heroi favorito!!!!!!!

  20. It was dark when I woke. This is a ray of suienhns.

  21. Good to see a talent at work. I can’t match that.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s