Top 5 – Formas clássicas de terminar relacionamentos

Término em local privado: Terminar é uma tarefa das mais duras e complicadas, que você não pediu e nem gostaria de ter recebido, mas acabou caindo nos seus ombros. Então, em respeito ao seu parceiro, ao tempo que vocês passaram juntos e a tudo que aconteceu entre os dois, você decide que a melhor maneira de informar sobre a sua rescisão unilateral desse contrato bonito que foi o relacionamento de vocês é num local íntimo em sua casa ou na casa dela, onde os dois podem conversar com calma, sem a impessoalidade de um local aberto ou a presença de pessoas desconhecidas. Apenas vocês dois, celebrando um passado em comum e pensando num futuro que ambos esperam que seja feliz. Prós: discrição, privacidade, dá pra fazer nuggets se alguém sentir fome. Contras: se ela começar a tirar a roupa e disser que quer sexo de despedida fodeu tudo.

Término em local público: Terminar é uma tarefa das mais duras e complicadas, que você não pediu e nem gostaria de ter recebido, ainda mais quando você desconfia que a outra parte vai reagir mal, possivelmente de forma barulhenta, escandalosa ou violenta. Então, em respeito ao seu parceiro, ao tempo que vocês passaram juntos e contando que uma multidão de desconhecidos e possivelmente a presença de guardas armados vai impedir que as coisas escalonem e fujam de controle, você resolve marcar um encontro num shopping, lanchonete, pizzaria ou cinema para explicar pra ela que quando a paixão acaba e o amor se vai alguém tem que ser forte pra dizer bye-bye, ainda que citar Inimigos da HP em términos seja sempre uma bola fora, vamos admitir. Prós: troca intimidade por intimidação, mais locais para se esconder, maior agilidade para socorro médico em emergências. Contras: impessoalidade, exposição pública, possibilidade de nunca mais conseguir voltar naquele cinema se ela começar a gritar.

Término por telefone: Saída para casos pontuais em que a presença física não é uma possibilidade,seja por questões geográficas, logísticas ou apenas por medo mesmo, o término por telefone é uma forma bem impessoal e até significativamente covarde de terminar, ainda que reduza significativamente os riscos de confronto físico e ofereça a qualquer um dos dois a possibilidade de apenas desligar na cara caso a conversa não esteja saindo como esperado. Términos via SMS são considerados forçação de barra e também não é de bom tom deixar a pessoa na espera para resolver outros assuntos ou usar a função de conferência pra garantir aquela opinião externa. Prós: praticidade, segurança, planos interessantes em diversas operadoras. Contras: impessoalidade, ausência de linguagem corporal, certeza da parte dela de que você é um covarde insensível.

Término via internet: Tendência muito em voga nas novas gerações, utiliza as novas mídias e tecnologias para resolver velhos problemas, não apenas permitindo a superação de distâncias e horários como também a utilização de recursos e convergência entre as mídias para tornar o término do relacionamento menos doloroso e mais criativo, seja com um vídeo que você mesmo fez no moviemaker explicando porque preferiu a irmã dela ou um belo ppt de 28 telas no qual você explica porque ele realmente foi o pior erro da sua vida e você deveria estar drogada pra ter deixado isso durar 3 anos e meio, “seu idiota imaturo”. Prós: impossibilidade de localizar você a não ser rastreando seu ip, potencial criativo, chance de terminar via buddypoke. Contras: frieza, aparência de descaso, dificuldades pra argumentar depois que ela tiver te bloqueado no msn e no gtalk.

Término por carta: Recurso muito pouco usado nos dias atuais, consiste na entrega, nem sempre feita pessoalmente, de uma carta explicando os novos rumos do relacionamento, numa versão mais retrô/old school dos términos não-presenciais. Pode gerar confusões principalmente se o destinatário não tiver o hábito de consultar diariamente a caixa do correio ou a mãe dele for do tipo que pega a correspondência e apenas abandona em cima da geladeira, o levando a se comportar no dia seguinte como se nada tivesse acontecido. Prós: baixo custo, efeito bomba-relógio, torcer pra que a pessoa culpe o mensageiro e brigue com os correios. Contras: eu nunca vou perdoar você por isso, Fernanda.

Anúncios

20 Comentários

Arquivado em é como as coisas são, Internet, romantismo desperdiçado, situações limite, Vida Pessoal

20 Respostas para “Top 5 – Formas clássicas de terminar relacionamentos

  1. Lembrando sempre que a Geisy Arruda marcou tendência e terminou um namoro por twitter.

  2. Naiara Costa

    Sempre vou me lembrar do término mais bizarro que já soube, se tornou uma lenda no meu círculo de amizades: o cara fez as malas uma noite, se mudou pro Rio de janeiro no outro dia e mandou a mãe terminar com a namorada por ele.
    Nessas horas eu penso que até o famigerado sms ou um tweet da discórdia teria sido menos covarde ou no mínimo mais cavalheiro.

    • Manda o pai, pelo menos, né? Mas a mãe é tenso…

      • joão baldi jr.

        Não sei exatamente…acho que mãe passa mais credibilidade, sabe? Porque pai, no caso do filho, topa qualquer coisa, nem pensa duas vezes. Mas minha mãe, se eu peço algo assim pra ela, me faria ter que explicar e justificar essa ação durante ao menos 2 horas.

        • Acho que o pai é mais objetivo e direto. E mais fácil de topar, também. Se precisar ele até dá um dinheiro pra moça, pra ela não comentar o caso com ninguém.

          Sua mãe ia fazer você mudar de ideia, isso sim. Decerto ela ia mandar você mesmo ir lá e terminar com a guria.

  3. Antes de chegar ao final do texto eu já pensei no término por meio de cartas, mas pensei que você não ia citar este método. Apenas sugiro que coloque um AR junto à carta, pra dar mais seriedade.

    Não deixa de ser um término romântico. Ainda mais se a carta for entregue via navio.

  4. ThiagoFC

    Dentre tudo que você citou, terminar via buddypoke é a maior puta falta de sacanagem da qual eu tive notícia (e também foi o trecho do texto que mais me fez rir).

  5. lembrando o fator facebook, você pode simplesmente tirar o status e deixar a pessoa advinhar. uma boa medida, tbm.

  6. Eve Fowl

    Terminar por skype também é uma boa opção, é mais barato que telefone e menos impessoal que email ou sms.
    E é impressão minha ou essas letras claras em fundo branco ficaram over demais? Me sinto mais cega do que já sou.

    • joão baldi jr.

      Encaminharei essa sua questão ao nosso setor de design, que tomará as devidas providências. A intenção não é ofuscar o leitor e por enquanto os posts não são pagos por consultórios de oftalmologia.

  7. Tales

    Covarde mesmo é quando a pessoa simplesmente para de atender as ligações. Geralmente só funciona pra relações de curta duração, mas pode ser aplicado a um namoro mais longo se a pessoa também mudar de casa, trabalho, cidade e/ou planeta.

  8. Fernanda

    Idiota imaturo!!!

  9. Fran

    (isso aqui tá diferente! mais alguém não consegue ver o que escreve? rs)

    aho que homem é mto previsível, mulher nenhuma cai nessas desculpas chulas de que tá trabalhando demais, que sua doença grave de insegurança e imaturidade vai passar só depois dos 37 anos ou que “não é você, sou eu’’. Até entendo que é complicado falar a verdade “pô, gatinha, enjoei”. Mas mensagem de texto não foi feita pra isso, nem pra avisar morte de parente próximo.. Então é bom esquecer que existe facebook , parar de se esconder atrás de arbustos e arvores .. e talvez chamar a pobrezinha pra assistir um desses filmes de terror do Woody Allen.. esses que nunca acabam bem, sabe? Aí entre uma pipoca e outra, você pensa em uma desculpa espirituosa e pronto, tudo acabou de uma maneira bem tranquila e ela não pode fazer barulho no cinema… rs

    • hahahaha..”chamar a pobrezinha pra assistir um desses filmes de terror do Woody Allen.. esses que nunca acabam bem, sabe? Aí entre uma pipoca e outra, você pensa em uma desculpa espirituosa e pronto, tudo acabou de uma maneira bem tranquila e ela não pode fazer barulho no cinema… rs”..amei a ideia!!!…hahahaha

  10. Concordo com cada uma das opções. Mas acho que faltou a clássica forma da indiferença; Você some, deixa de ligar, finge que não é contigo e vai deixando as coisas falarem pro si próprias. É covarde, mas acontece. E a nova forma dolorosa causada pela era Facebookiana: o simples e rápido ato de tirar o status de “relacionamento sério” sem avisar a outra pessoa já dá o aviso.

  11. Ai, problema chato esse! Acho que não existe uma maneira boazinha de acabar relacionamento..menos dolorosas, talvez. A da carta eu não tinha pensado, mas apesar de tudo que significa é (ainda) pessoal na minha opinião, imagina: a pessoa pensa em acabar, pensa em como acabar, pensa em porquê acabar, perde tempo para escrever a carta, se preocupa em enviar a carta..para mim todo esse trabalho quer dizer que a pessoa ainda se importa com a outra (só que já não “daquele” jeito).

  12. Jader

    Eu acho que terminar por telefone, internet ou em qualquer lugar que não seja privado é uma falta de consideração com a pessoa que vc namorou, se é pra terminar e se a outra pessoa gosta realmente de vc, não tem pq vc terminar assim e ver o sofrimento da outra parte, acho que tem que ser em um lugar privado, vai ser dificil porém é a meneira mais correta na minha opinião.

  13. Dio Punk

    Po, é cabrero, mas depois de uma noticia ruim, vc acaba terminando por fone msm… já tive o desprazer de fazer isso…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s