5 sinopses para comédias românticas com finais tristes

sarah marshall

Rapaz feio e complexado conhece por acaso garota bonita durante a festa de um amigo e ela se mostra interessada por ele. Os dois vão se encontrando outras vezes, sempre de forma acidental e fortuita, mas o jovem continua incapaz de acreditar que uma garota tão fisicamente bonita e disputada por outros caras esteja real e sinceramente atraída por ele, opinião essa que encontra eco em seus amigos e familiares, que também acham que ali deve ter alguma coisa de errado. Por fim ele acaba se apaixonando e por conta dessa nascente relação se vê obrigado a passar por um complexo (e bem-humorado) processo de crescimento pessoal que o leva a entender que somos todos humanos, o amor acontece e ninguém está “acima da liga de ninguém”. O auge do filme seria quando ele, informado por uma amiga em comum que a garota estaria se mudando para estudar artes cênicas em Chicago, finalmente toma coragem e a convida para jantar, se declarando com uma serenata em frente a janela do prédio em que ela mora. No jantar ela contaria que não, não estava afim dele, apenas se envolveu num esquema de pirâmide e precisava vender uma massa caseira de biscoito pra mais 5 pessoas, mas era dinheiro garantido, não tinha erro. Garoto compra massa e depois não consegue vender pra mais ninguém, porque essa coisa de pirâmide sempre dá merda no final.

Jovem bailarina de família rica se dedica a trabalhos voluntários numa comunidade violenta da periferia e lá conhece rapaz rebelde, porém com talento para a dança. Os dois se envolvem em um tórrido romance, contra a vontade dos pais da garota, que consideram o rapaz um oportunista que quer apenas se aproveitar do dinheiro da filha deles. Lutando contra tudo e contra todos ela abandona a escola de ballet e larga sua bolsa de estudos em Paris para disputar um bem-humorado concurso de dança de rua com seu amado. Mas chegando na final eles não apenas perdem a competição como ela descobre que aquilo que ela assinou por volta dos 45 minutos de filme não era um cartão de natal e sim uma procuração, que seu namorado usou para não apenas roubar todos os seus bens como também estourar seus cartões de crédito. A cena final seria ela chorando no quarto enquanto o pai, encostado diante da porta, diz “eu avisei, não avisei?”

Dupla de pesquisadores é colocada para trabalhar lado a lado em um novo projeto da universidade, mas de cara descobrem uma grande animosidade entre si, que vem dos seus estilos de trabalho e de personalidade totalmente opostos. Ocorrem vários divertidos e bem-humorados conflitos, que são vistos pelos amigos e familiares dos dois como fagulhas de uma possível paixão, nascida da teoria de que os opostos se atraem. A grande virada do filme seria quando, durante a apresentação do projeto os dois se envolvem em uma calorosa discussão pública, que inclui xingamentos e objetos sendo lançados, atingindo seu ponto culminante quando o Prof. Roger pega Dra. Emma pelos braços e lhe dá um profundo e longo beijo. Dr. Emma responde ao beijo com uma queixa por assédio sexual e seu colega de profissão é demitido, tenho que recomeçar sua vida no Maine, dando aulas de pintura a dedo para idosos.

Jovem recém-saído de um término de namoro conhece garota pela internet, se apaixona e decide embarcar numa bem-humorada viagem de carro até a outra ponta do país, acompanhado de seus dois melhores amigos, para conhecer pessoalmente sua amada. No caminho eles encontram várias pessoas e passam por grandes aventuras, que reafirmam o valor de sua amizade e da superação de obstáculos para encontrar o amor. Chegando ao local combinado ele descobre que a menina na verdade era um homem careca de meia idade chamado Walmor Chagas. Mas mesmo assim, notando que o amor existe mais no coração e na mente do que no corpo, o protagonista se diz disposto a dar uma chance a esse sentimento que não ousa dizer seu nome. Mas aí Walmor Chagas diz que não está interessado, porque nas fotos Steve (nosso protagonista) parecia mais magro e ele agora está se sentindo enganado.

Garota mais desejada da escola aposta com amigas cheerleaders que não apenas consegue transformar o nerd mais esquisito da turma em um cara popular e pegador como também irá com ele no baile de formatura. Ela perde a aposta.

Anúncios

13 Comentários

Arquivado em é como as coisas são, Ficção, romantismo desperdiçado, Top

13 Respostas para “5 sinopses para comédias românticas com finais tristes

  1. Eu acho que não seriam sucesso de bilheteria, mas eu assistiria todos, principalmente esse onde um dos personagens se chama Walmor Chagas.

  2. Isso sim é vida real! Ai se Woody Allen lê esses seus scripts…

  3. No meu trabalho tem uma colega que eu chamo, carinhosamente, de Forrest Gump.
    Na terça-feira, enquanto falávamos sobre conhecer pessoas pela internet, ela contou a história da amiga dela, que conheceu um cara na web e que conversava com ele pela webcam, inclusive. Ele era bonito e dizia ser um atleta. Então ele resolve vir pra cá conhecer a guria, que leva a amiga junto para buscá-lo no aeroporto.
    Qual não é a surpresa das duas ao vê-lo: ele tinha ananismo, além de ser um para-atleta.

  4. gostei mais da do Walmor, mas a minha maior risada foi com a última, simples e objetiva. muito bom, João. o/

  5. nao consegui ler com muita atenção o post porque fiquei olhando a foto do filme ~RESSACA DE AMOR~ que eu assumo, sem constrangimento algum, que ADORO.

    eu nao tenho vergonha na cara.

  6. ThiagoFC

    Que filho da puta esse Walmor Chagas, hein?

  7. JuninhO

    Esse negócio de piramide é foda mesmo.

  8. Mateus Campos

    Você deveria sugerir os atores para esses filmes, João…

  9. OPA! Saudações vascaínas!
    Comédia romântica triste é mais do que posso suportar amigo. Me tire tudo, menos isso! O nerd tem que ficar estiloso-charmoso-sexy no final! Blog continua ótimo!
    Saudações vascaínas!

  10. Thati

    ” é demitido, tendo que recomeçar sua vida no Maine, dando aulas de pintura a dedo para idosos”… Hahahahaha, esse foi meu preferido. Esse blog tem três anos? Onde ele estava durante meus momentos de procrastinação? Ainda bem que agora ja está no favoritos.

  11. Melis Maul

    NANISMO = ANÃO

  12. Tô lendo esse texto mais uma vez, graças ao “blog flashback”, e acho que a primeira história já aconteceu com um primo do meu amigo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s