Sobre o porquê de eu não mencionar aqui no blog a minha opinião sobre o novo Homem-Aranha negro

Aviso: esse texto pode conter spoilers. Ou não. É um spoiler se eu avisar sobre os spoilers? Vamos refletir sobre isso.

Como vários de vocês devem ter ficado sabendo, seja pela mídia especializada, seja pelo twitter, seja por alguma matéria da Fox News dizendo que a Marvel é composta por um monte de judeus socialistas que querem destruir o ideal de vida americano, existe um novo Homem-Aranha nos quadrinhos e ele é negro. Na verdade latino afro-americano, se você quiser ser mais exato, e o nome dele é Miles Morales, um personagem ainda desconhecido e sobre o qual só vamos descobrir mais após o relançamento da revista do Homem-Aranha ultimate, o que deve acontecer nos próximos meses lá nos EUA.

Mas mesmo sendo o Homem-Aranha meu personagem preferido nos quadrinhos, o tema da representação racial nas HQs da Marvel e da DC um dos meus assuntos favoritos desde os tempos de faculdade e sendo eu um cara que segundo o censo faz parte de uma etnia minoritária (ainda que esquisitamente a moça do questionário parecesse mais interessada em levantar insinuações um tanto quanto levianas quanto ao fato de que eu divido apartamento com um outro homem que não tem laços de parentesco comigo) eu acabei, após uma profunda reflexão, decidindo que não, não vou tratar desse tema aqui no blog. Não porque eu não ache a discussão válida, não porque eu não tenha uma opinião intrincada, complexa, embasada e já devidamente formada sobre o tema, não porque eu não teria coragem de falar durante horas sobre coisas assim. Não, nada disso.

Eu não vou tocar nesse assunto porque, pra começar, eu teria que explicar que isso aconteceu com o Homem-Aranha ultimate, não com o Homem-Aranha normal. E aí eu teria que mencionar que existe mais de um universo e que em um deles, o universo Marvel normal (ou 616) o Homem-Aranha ainda é o Peter Parker, o mesmo fotógrafo e namorado da Mary Jane/ sobrinho da Tia May que todos nós conhecemos (com a diferença de que, bem, ele não é mais fotógrafo. e agora namora com uma policial chamada Carlie. e a tia May agora mora em Boston. e se casou com o pai do J.Jonah  Jameson). Isso sem contar que também existe o universo 2099 (no qual o Homem-Aranha é um hispânico chamado Miguel O’Hara) entre outros e que não, os filmes e os desenhos não estão necessariamente alinhados com cronologia do personagem, seja no universo que for, e o Homem-Areia não matou o Tio Ben.

Só aí então eu poderia entrar no Universo Marvel Ultimate, que nasceu no ano 2000 como forma de atrair novos leitores que se sentiam intimidados com a longa continuidade dos personagens da editora (o próprio Homem-Aranha foi criado em 1962 e quase todas as histórias publicadas desde então são canônicas) oferecendo uma espécie de reboot na qual os personagens eram colocados num contexto mais atual e despidos de décadas de sua história e cronologia. Com isso o Homem-Aranha desse universo ainda era um adolescente aprendendo a lidar com seus poderes (e não um professor de ensino médio já casado, status do Homem-Aranha do universo Marvel normal durante grande parte da década passada). E foi exatamente esse Homem-Aranha, a versão mais jovem e de um universo paralelo, que morreu num confronto com o Sexteto Sinistro Ultimate, salvando sua tia May, e que vai ser substituído pelo jovem Miles Morales.

E bem, amigos, é exatamente por isso que eu não irei, de forma alguma, abordar esse tema do Homem-Aranha negro aqui no blog: porque quando eu falo de coisas assim eu me empolgo tanto explicando o background da história que não sobra espaço para realmente escrever qualquer opinião sobre o tema. Lastimável, é tudo que eu digo.

Anúncios

10 Comentários

Arquivado em Internet, Nerdices, quadrinhos, teorias

10 Respostas para “Sobre o porquê de eu não mencionar aqui no blog a minha opinião sobre o novo Homem-Aranha negro

  1. Henrique

    Ah, véi, quadrinho é foda, tem trocentas dimensões e sei lá mais o quê. Eu realmente não ficaria espantado se o título desse artigo fosse: “Sobre o porquê de eu não mencionar aqui no blog a minha opinição sobre o novo Homem-Aranha judeu-travesti-aracnofóbico.”

  2. Só posso dizer que quem diria que o homem-aranha já foi professor de ensino médio, né? Acho que a realidade 616 nunca esteve tão próxima do conceito da Ultimate. Fora o fato de que o Peter não é um adolescente mas um sujeito com mais de 25 anos, que apesar de ser um dos maiores gênios da Marvel, ainda tem problemas financeiros e amorosos. (Quer dizer, não sei agora. De qualquer forma deixo aqui meu agradecimento ao Sr. Quesada e acho que esse é meu maior comentário até hoje)

  3. Lorran W.

    É complicado quando você decidi acompanhar alguma saga e seu super herói aparece desbancando o alien e o predador ao mesmo tempo. Já é difícil seguir uma cronologia e quando se misturam então…

  4. Tá tranquilo de entender. Ao menos para quem lê Pato Donald, que em algumas histórias é filho da irmã do Tio Patinhas, e em outras foi adotado pela Vovó Donalda na infância; e que é primo do Gastão e do Peninha que podem ser ou não primos entre si e primos da Margarida; e que em alguns universos vive na mesma cidade do Mickey e do Pateta e em outros eles nem se conhecem; e é um super-herói que é um Batman com penas se o autor for um italiano da velha-guarda, ou um mascarado trapalhão nas histórias escritas nos anos 90.

  5. ThiagoFC

    Nessas horas é muito mais fácil colecionar as histórias do super-heróis japoneses. Fora as mancadas na adaptação do mangá para o anime (que eu pronuncio “animê”, e ainda que isso seja incorreto, não vou mudar a pronúncia com a qual me acostumei), os Cavaleiros do Zodíaco não estão em universos paralelos, cronologias diferentes ou o caralho a quatro (apenas uma ou outra sequência ou “prequência”, que têm aparecido com mais frequência de uns tempos pra cá).

  6. eu, realmente, fiquei esperando um motivo concreto. mas, mais uma vez você consegue me surpreender com um final inesperado. ah, eu nunca li HQs, só os desenhos animados que passavam na tv inspirados neles e, bom, eu sei que não é bem a cara do original. então, ok… nem deveria estar falando sobre isso. hahaha.

  7. Olha que confuso isso! Eu ainda estava digerindo a mistura do homem de ferro com o capitão america e que depois inclui o wolverine e agora fazem isso com o homem aranha. Enfim esse mundo dos quadrinhos é algo muito complexo pra mim e não me surpreendo com mais nada!

  8. Bia

    Me senti penalizada com sua incapacidade de dar sua opinião…
    Mas eh a vida… Eu não consigo falar sobre papel sem entrar em detalhes sobre gravura ou aquarela… Assuntos que me deixam a beira das lagrimas mesmo…

  9. Hahaha, caralho, você é muito nerd. Aliás, ótima explicação. Eu não sabia que o Homem-Aranha que morreu foi de um universo alternativo. Eu sempre estava ligado que a Marvel(e a DC) tinham essas paradas de realidade alternativa, mas isso nem me passou pela cabeça quando ouvi essa notícia sobre a morte dele.

    Seu texto foi muito esclarecer, na verdade.
    Valeu, lek!

  10. Rainer

    É exatamente como eu me sinto quando vou explicar QUALQUER ASSUNTO o qual eu conheça (inclusive HQs),pra qualquer amigo(a)/parente/conhecido/animal que eu tenho.

    Sim.É nerdice.Mas,Nerd agora tá na moda,então ,quem se importa?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s