3 pesadelos recorrentes dessas noites quentes de janeiro

#Tudo começa comigo num shopping. Estou cercado de mortos-vivos por todos os lados. Eu não sei como aquilo aconteceu e eu não sei como cheguei ali, tudo que sei é que estou sendo perseguido e preciso correr. E é isso que eu faço. A sensação é de tensão, pânico e sufocamento, como se eles pudessem surgir de qualquer lugar e eu não tivesse nenhuma rota de fuga, até que eu acho uma porta que dá pro estacionamento do shopping. Saindo por essa porta eu me deparo com um pátio imenso, no meio do qual existe apenas um carro, que eu, instintivamente, sei que está aberto. E eu vou correndo na direção dele, perseguido pela imensa hora de zumbis, como se todo mundo que estava no shopping tivesse sido contaminado, menos eu.

Consigo por muito pouco chegar ao carro e me tranco dentro dele apenas a tempo de ser cercado pelos mortos-vivos, que esmurram os vidros, se penduram na capota e escalam as laterais do carro. Tento então dar a partida, mas fico girando a chave pro lado errado. Um zumbi então grita “meu deus, mas nem a chave sabe girar, pelamor…”. Eu giro a chave e resolvo então engatar uma marcha, mas outro zumbi comenta “embreagem não sabe usar também o campeão, né?”, o que me leva a pisar no acelerador pensando que é a embreagem e ouvir um “tá achando que isso é kart, garotão? aprendeu a dirigir no autorama da sua vó?” e quando eu finalmente ligo o limpador de pára-brisas achando que é o farol, escuto um zumbi gritar “puuuutaquepariu, mas é lerdo mesmo”. Nessa hora o sonho quase sempre acaba e eu acordo assustado, suado e com vontade de voltar pra auto-escola.

#Eu estou num restaurante com a minha namorada e ela, segurando minha mão, diz que precisa ter um papo sério comigo. Eu pergunto o que é e ela diz que o nosso relacionamento não pode mais continuar porque ela se apaixonou por outro cara. E esse cara é o Emílio Santiago. Então eu olho pro lado e noto que todas as outras pessoas no restaurante além dela e de mim são na verdade o Emílio Santiago. O garçom é o Emílio Santiago, os clientes são Emílios Santiagos, o manobrista é o Emílio Santiago e os pratos são todos Emílios Santiagos, assim como a mesa é totalmente composta por Emílios Santiagos e eu estou sentado nas costas de um Emílio Santiago.

Abro o cardápio – que na verdade se chama Emílio Santiago, além de estar escrito numa fonte que eu inconscientemente sei que se chama Emílio Santiago e foi criada por um cara chamado Emílio Santiago para o pacote Emílio Santiago do Windows Emílio Santiago – e vejo o nome do restaurante: “Verdade Chinesa”. Nesse momento o garoto gordinho daquele filme “Diário de um banana” aparece no corredor, olha nos meus olhos bem profundamente e diz, de forma deliberadamente lenta, “zoo wee, mama!”. Eu acordo assustado, suado, e muito confuso com o tipo de referência cultural que eu acumulei durante a minha vida.

#Esse é o mais frequente e mais curto de todos. Eu estou numa aula de dança e meu professor é o Robocop, mas ele está vestido de bailarina. Ele está tentando me ensinar a dançar valsa e fica repetindo uma série de passos, até que eu tento imitar e ele grita comigo que está muito ruim. Eu pergunto por que. Ele diz que meus movimentos são muito mecânicos.

13 Comentários

Arquivado em citações, crise de meia meia idade, Desocupações, Gente bizarra, referências, Vida Pessoal

13 Respostas para “3 pesadelos recorrentes dessas noites quentes de janeiro

  1. Neo Charles

    Tenho meus maiores pesadelos quando acordo. As inúmeras dores que parecem vir de todos os lugares de meu corpo…

  2. Vinícius Diogo

    Cara, ser cercado por Emílios Santiago realemente deve ser muito assustador. Por algum motivo obscuro, ao ler mais sobre o sonho só conseguia imaginar um mundo onde todos são o vocalista do Terrasamba (carrinho de mão, pá-pá…). o qual. agora, eu esqueci o nome.
    Você é muito bom, cara! Melhor blog!

  3. Vinícius Diogo

    Realmente*****

  4. Elisa

    O que é um pontinho preto no meio do milharal?

  5. Isso me lembra o sonho que tive essa semana onde eu participaria de um campeonato de boxe contra gansos, e achei que seria fácil e tal. Daí quando chega a hora vejo que é um ganso gigante e desisto da competição.

  6. Rene

    “epa neném!” cara com tantas coisas sem graça do facebook,venho aqui só pra imaginar e rir das coisas que você escreve,meus parabéns.Queria encontra outro blog engraçado como este,mas até hoje não encontro,procurei na barra ali do lado de referências etc e tal…tem uns que são bacanas,mas o seu dá de 1000 á 0….tinha um que era bacana “mil gatos de scrhoinder” mas derrubaram…porém fica esse mesmo como o meu blog favorito…

  7. Flávia G.

    hahahahah vc está fazendo aula de dança cara?

  8. ana tereza

    João adoro ler seus sonhos, não sei se são reais e tal mas me deixam pensar que eu não to sozinha no bonde da loucura.
    É pq eu tenho um sonho com uma luta de megazords do power rangers sem fim e que me assusta a anos e ainda acontece em santos dumont, é muito estranho!
    Uffa não estou sozinha!

  9. hahahaha…o do Emilio Santiago é nada mais nada menos do que TENSO!
    Btww, Maaaas.. tu não sabes conduzir?!
    Eu não costumo lembrar dos sonhos, mas os que lembro prefiro guardar para mim porque são sempre “sei lá, prefiro não comentar”.

  10. Melhor texto que eu li em 2012.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s