Publieditorial #73: As novas mídias estão mortas, viva as antigas mídias

miltaoneves

Acredito que uma das grandes lições que eu aprendi nessa vida sobre o valor e relatividade da fama na internet aconteceu quando eu disse pro meu irmão que meu blog tinha conseguido dez mil acessos num dia, ele me perguntou o que isso queria dizer, eu disse que queria dizer muita gente e ele me perguntou “mas vai conseguir transar por causa disso?”. Nesse dia eu não apenas aprendi muito sobre o mundo online quanto também sobre o mundo offline, além de ter aceitado o fato de que não, eu não ia conseguir transar por causa daquilo. E dez mil acessos não são isso tudo também.

E é por isso que ainda que trabalhe sempre com o intuito de alimentar meu status cult enquanto blogueiro de internet – uso um chapéu andino dentro de casa e tenho como grande ambição ser descoberto daqui a vinte anos por um estudante de ensino médio que vai plagiar os textos mais legaizinhos e tirar um sete na prova de redação – nunca deixei de lado a ambição por um espaço ao sol na mídia impressa, aquela que dá pra segurar na mão e que realmente impressiona os parentes nos churrascos de família (“eu cliquei naquele seu link do facebook e tinha só uma foto bonita do toni garrido, tinha texto embaixo?”).

Quem me proporcionou uma valiosa oportunidade dessa vez foi a revista Em Minas, ali da querida região de Ouro Preto, que me ofereceu uma coluna mensal para falar de variedades com as únicas condições de que eu não publicasse minhas fanfics eróticas do cavalo de fogo e evitasse gerar processos, ainda que eu esteja querendo negociar a primeira cláusula. Com a primeira edição já nas bancas e a segunda vindo no mês que vem, aqueles que puderem prestigiar a publicação terão acesso a crônicas minhas que não poderão ser vistas em absolutamente nenhum outro lugar além da revista, já que eu sei muito pouco sobre direitos autorais e agora fiquei com receio de ser processado.

Na primeira edição eu mencionei por diversas vezes o conceito de macacos falantes e dinossauros e na segunda eu estou tecendo comentários vagamente ofensivos sobre alguns familiares distantes, então acho que pode valer bem a pena. Na terceira ainda não sei o que vou escrever, mas tenho que entregar o texto pronto até sexta, então garanto que vou pensar em alguma coisa.

Quem tiver interesse em comprar, assinar, sugerir pautas ou apenas mandar um email dizendo “gostei muito dos textos do joão e ainda acho ”, clique aqui e seja feliz.

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em homens trabalhando, Milton Neves, vida profissional

4 Respostas para “Publieditorial #73: As novas mídias estão mortas, viva as antigas mídias

  1. Pois é João! 10 mil acessos em um dia, ainda que fossem um milhão, o lance é uma revista pros familiares no churrasco na qual tenha seu nome e um cheque comprovando que você foi pago por aquilo… mas desconfio que ainda assim o chamarão de vagabundo e o aconselharão a procurar um emprego de verdade: http://ocinematografo.blogspot.com.br/

  2. ThiagoFC

    Mas você vai comer alguém por causa dessa revista?
    (Tava de brinks)
    Olha, eu acho que você tem mais é que ser publicado mesmo. Uma das poucas satisfações que tenho nesta vida é um dia ter ajudado nisso, ainda que modestamente.

    • ThiagoFC

      Pô, no site não tem como ler os textos? Vacilo, hein…
      (Suspeito que a maior parte do seu público não esteja ali nas quebradas de Ouro Preto, então seria maneiro se, após a circulação de cada edição, os textos viessem parar aqui no blog).
      Num tópico não relacionado: Eu tive aula na pós-graduação com o Felipe Comarela!

  3. Vinicius Costa

    Já usei trechos de um texto seu em uma redação do ensino médio. Não valia nota, mas ganhei o visto. Valeu João!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s