Três ideias para programas de televisão que eu estou considerando se ofereço ou não para o canal Multishow

VaiPraOnde_MSW_Wide_7455279142738900826
Sentimento e Consideração com João Luis
– Um programa de entrevistas onde eu recebo celebridades para um bate papo descontraído com o plot twist de que meia hora antes das gravações tanto eu quanto a equipe e os entrevistados começamos a beber copos de cerveja e shots de tequila. Com isso o que antes era um papo superficial sobre carreira e o mundo do entretenimento se transforma numa conversa verdadeira sobre sentimentos profundos, amizade, gritos de “te considero pra caralho” e “se eu fosse travesti, eu queria que meu nome fosse joycy, com dois y, porque joy é alegria, sabe?”. No segundo bloco entraríamos numa profunda espiral de sentimentos, que envolveria telefonemas para a ex-namorada do convidado, ideias do tipo “sério, a gente tem que colocar fogo em alguma coisa” e culminaria num quadro externo em que sairíamos do estúdio pra confrontar meu pai sobre meus traumas de infância, talvez gritando com ele pelo interfone e dizendo “você nunca me amou de verdade”. No terceiro bloco retornaríamos ao estúdio, bateria a ressaca, o clima ficaria péssimo, ninguém nunca mais ia se falar. Não sei ainda se teria uma banda acompanhando ou não.

Assuntos importantes com João Luis – Uma mesa redonda que discutiria assuntos relacionados a política, religião e outros temas polêmicos da sociedade, sempre levando representantes de dois espectros opostos da questão e permitindo um confronto direto de ideias. O diferencial do programa seria que ao invés de mediar a discussão e tentar garantir que uma certa dignidade intelectual fosse mantida eu tentaria ao máximo colocar os convidados um contra o outro, utilizando declarações como “nóóóóóó”, “eu não deixava”, “chamou seu pai de quibe, sua mãe de coxinha e disse que come os dois” ou fazer com que eles se irritassem comigo usando construções como “não fica nervoso”, “você tá levando isso muito a sério” e “CALMA, BETH”. O terceiro bloco, quando os convidados provavelmente já teriam se retirado do estúdio, consistiria apenas em mim, olhando pra câmera e falando com voz de criança “convidadinho ficou nevosinho, é? ficou nevosinho e foi pra casinha? não aguenta mais discussãozinha por causa do mediador mau, é? mamãezinha veio buscar, é? guti guti não que mais mesinha ledonda, é?”. Provavelmente teria banda sim.

Culinária Solitária com João Luis – Toda semana eu prepararia um prato para uma pessoa apenas com os alimentos que eu conseguisse encontrar sobrando na minha casa, num processo cada vez mais complexo e criativo que primeiro envolveria refeições completas, depois lanches criativos, por fim petiscos inusitados até chegar numa altura em que eu estaria colocando mostarda num maracujá, tentando grelhar uma pilha AAA e a equipe de produção diria que eu posso estar exagerando mas eu ficaria dizendo “NÃO, EU SOU CAPAZ, ME DEIXA, ME DEIXA” e teria que ser contido pela segurança enquanto tento fazer um cassoulet usando dois joysticks quebrados de Xbox e uma lata de guaraná kuat pela metade. Patrocínio George Foreman Master Grill.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Desocupações, homens trabalhando, Sem Categoria, Televisão, trabalho

Uma resposta para “Três ideias para programas de televisão que eu estou considerando se ofereço ou não para o canal Multishow

  1. anaspol

    CHOREI de rir!

    Quanto ao “nóóóóó” e “eu não deixava” eu sempre faço… acho que vem da infância, da época do “Não briguem! Se matem!” Mas sempre tem alguém do “deixa disso” e todos se acalmam.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s