Pequenos e breves momentos de intensa comunhão espiritual com pessoas que você não conhece e provavelmente nunca mais vai ver

winston

#

você tava voltando do almoço, passando ali perto da catedral, o sol do inverno carioca na sua cabeça, aquele passo acelerado de quem já estourou a hora, tá preocupado com o ponto, não quer compensar, os dilemas do capitalismo por todo o seu corpo como um hidratante monange na pele da xuxa. mais a sua frente dois japoneses caminham, um ritmo mais tranquilo, os dois conversam em japonês enquanto apontam as plantas, a catedral, os prédios do outro lado da rua. um deles para para amarrar o cadarço e você ultrapassa, vai se aproximando do outro, num dado momento vocês tão emparelhados, você e o japonês, você nota que o japonês continua falando, ele não notou que o outro tinha parado. até que ele se vira e ele te olha. e você nota a testa do japonês franzindo, e você nota os olhos do japonês se apertando e ele vira e te diz uma palavra que você acredita ser “Tesuo?” e você consegue notar, pela reação dele, pela linguagem corporal, pela expressão, que ele não tá achando que você é um ladrão, que ele não tá achando que o amigo dele sumiu, que ele não tá achando que ele se perdeu. por um segundo tu vê nos olhos daquele japonês que, por uma fração ínfima de tempo, por um momento breve mas significativo, a primeira ideia que passou pela cabeça dele foi “porra, meu bróder japonês virou um homem latino barbudo”. e você, enquanto cara que ouve um “vai ver se a pizza tá queimada” e volta dizendo “tá sim” sem ter tirado do forno, enquanto homem que ouve um “sabe a chave que tá em cima da tv? traz ela pra mim” e responde com “a chave ou a tv?” reconhece ali o momento de espasmo mental alheio e abre aquele sorriso solidário que aí sim faz o cara pensar que você é um assaltante mas aí o amigo japonês já acelerou o passo e tu passa rápido pelos dois e já dispara pela reta pro seu trabalho e sim, atrasou mais de meia hora, vai precisar compensar mesmo, é foda demais a vida de vez em quando.

#

você tava voltando do futebol, aquele metrô que tu pegou ali na uruguai, quando o metrô chega vazio e a galera faz questão de entrar se estapeando pra sentar mesmo a galera tendo só 8 pessoas e o vagão tendo sei lá uns 40 bancos e tu nota que se estapear é mais um imperativo biológico do que uma necessidade ergonômica. estação seguinte entra um grupinho de moleques, todo mundo com aquelas camisetas de colégio, tu sempre fica meio bolado quando vê moleque com camisa de colégio porque estudou em escola militar e não usava camiseta, era tudo uniforme, uma fardinha, as pessoas te chamavam de guarda mirim na rua, você talvez ainda tenha um leve trauma, tenta não pensar nisso, foca na viagem. grupinho de moleques tá animado. um dos moleques tá mais animado. o moleque fala que pô, tem a marcela, certo? e a marcela é grandona e ela joga bola bem. que tal se a gente apelidasse ela de marcelona? porque aí é duas vezes uma piada, vocês tão entendendo? porque é uma marcela grande, então é marcelona, mas também é como se fosse marcela e barcelona, então é mais marcelona, vocês tão pegando? a galera meio que não tava pegando, daí ele repete, diz que é foda porque é uma piada dupla, que é foda mesmo, mas galera não tá vivendo o sentimento, ninguém tá surfando essa onda, ninguém tá curtindo esse momento. eles saem do metrô e você, que nunca conseguiu emplacar uma gíria com a sua galera, que tem 30 anos e nunca deu um apelido que pegasse, que durante sua vida toda nem conseguiu começar um momento de palmas de pé sem alguém te dizer pra sentar, segue a viagem pensando “marcelona, porque é grande, mas também é barcelona, puxa…essa realmente foi boba…” e ainda solta uma risadinha antes de sair do metrô.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em é como as coisas são, Gente bizarra, situações limite, Vida Pessoal

Uma resposta para “Pequenos e breves momentos de intensa comunhão espiritual com pessoas que você não conhece e provavelmente nunca mais vai ver

  1. você tava jogando FIFA online com o seu cruzeiro do coração, e o seu oponente era outro cara que estava com o Atlético-mg. Além de ter no nick RafaGaloDoido, o que você já achou estranho porque o cara com esse nick só deve jogar com o atlético. mesmo quando pega o barcelona deve ficar chamando o Neymar de Bernard e o Victor Valdes de Victor do atlético, o que realmente faz sentido porque os dois são victor. Você cruza a bola e vai apertar para trocar de jogador, e como você tem uma coordenação de ET do ET e Rodolfo na banheira do gugu, você aperta o botão errado e o ricardo goulart resolve que isso significa que ele pode dar uma bicicleta linda e fazer o gol. gol que você nunca fez , nunca nem sabia que existia no jogo, e que nem o ricardo goulart virtual seria capaz. você faz um gol sem querer e fica feliz por estar fazendo gol no RafaGaloDoido que é um trouxa e que quem tem esse nick merece tomar gol de bicicleta mesmo. você imagina o cara lá no quarto dele, chateado porque ele achava que vencia todos no fifa, e que o cruzeirense do outro lado deveria estar caçoando dele e apontando 6 x 1 com as mãos. voce começa a ficar com vergonha de estar sendo um cara que tá mais feliz por ter feito o gol porque é contra o RafaGaloDoido, você pensa que o cara talvez desista do jogo, e se desconecte e finja que foi sem querer para si mesmo para sair com a conscienca pesada. você resolve mandar uma mensagem de brincadeira rindo e falando que o gol foi sem querer, voce sabe que não tem como mandar mensagem pelo jogo mas se voce dar alt+tab e procurar o nome do cara talvez dê. voce muda a janela e acha o nome do cara e comeca a mandar uma mensagem pelo origin, você imagina que o cara do outro lado vai ficar mais feliz quando ver essa mensagem. antes de enviar voce volta pro jogo e percebe que o cara ja retomou o jogo e ja fez um gol em voce mesmo percebendo que voce nao estava jogando pois seus jogadores estavam parados. voce fica feliz e pensa que isso pode ter ensinado o cara uma licao de humildade. o jogo acaba, voce perde. voce recebe uma notificacao, voce ve que é uma mensagem de RafaGaloDoido, voce lê exatamente “chupa maria aqui é galo”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s