Arquivo da tag: o porteiro é novo ele não me conhece

Mini-conto #7: “Era primavera, numa noite de lua cheia, e você vestia azul”

woody

Começou como uma brincadeira. Estavam na festa de aniversário dos avós dela e depois da sétima ou oitava vez que perguntaram como tinham se conhecido ele viu que não queria mais contar a história de como tinha atropelado o pug dela no parque. E pro primo dela disse que tinham se conhecido num show, ela estava caindo da grade, ia ser pisoteada pela multidão insana, e ele esticou a mão pra ajudar. Pra uma tia falou que tinham se encontrado na saída de uma livraria, ele carregava uns livros, ela segurou a porta, tomaram um café. Pra avó falou que era um segredo, nem a Lu sabia, mas eles tinham estudado no mesmo colégio, ele duas turmas acima, e sempre tinha sido apaixonado por ela, mas só agora tinha se declarado. Pra empregada falou que tinha sido pela internet, pro cara do churrasco disse que tinha sido uma amiga em comum. Pro tio Rubem falou que ela tinha ganho ele da ex-namorada, numa partida de pôquer, mas ele não se sentia objetificado porque era um homem moderno.

Continuar lendo

23 Comentários

Arquivado em contos, Ficção, romantismo desperdiçado

Top 3 – Grandes porteiros que trabalham no meu prédio

# O Zé é o porteiro do turno da manhã e sempre está lá quando eu saio de casa (se eu sair na parte da manhã, claro. se eu só sair de tarde ou de noite ele já vai ter ido embora, porque o contrato dele envolve ficar lá na parte da manhã, não ficar lá até eu sair do prédio, não sei se ficou claro). Quando eu e o Tarcísio (o cara que racha apartamento comigo) nos mudamos pra lá, notamos que ele era o mais grosseiro e menos prestativo dos porteiros. Eu dava bom dia e ele não respondia, eu perguntava alguma coisa e ele apenas rosnava, eu estava chegando e ele não segurava o elevador, coisas assim.

Continuar lendo

10 Comentários

Arquivado em crise de meia meia idade, Top, Vida Pessoal