Arquivo da tag: papo de homem

…e agora, para algo completamente diferente #89

gilberto barros

E nessa semana não temos texto novo no blog mas sim uma participação especial no Papo de Homem falando sobre o processo lógico das teorias da conspiração, o que elas dizem sobre a época em que vivemos e o fato de que se você escreve um texto dizendo que teorias da conspiração estão, em 99% das vezes, absurdamente equivocadas, cerca de 90% dos comentários vão ser de pessoas dizendo que seu texto é parte de alguma conspiração pra que as pessoas não saibam da verdade.

 

Deixe um comentário

Arquivado em Internet, Milton Neves, referências, trabalho, vida profissional

Gonna find my baby, gonna hold her tight, gonna grab some afternoon delight

516823-screenshot_lrg_31

Nesta semana que passou não tivemos texto novo por aqui mas em compensação discutimos a obrigatoriedade dos “relacionamentos sérios” no Papo de Homem, o uso de palavrões e do constrangimento como ferramentas de humor no Sobre Comédia e também o ódio do Alan Moore pelos super-heróis no Danger!. Clique nos links para prestigiar os assuntos mas não deixe de ler os comentários, fui xingado de algumas coisas bem criativas essa semana e acho que em breve alguém vai superar o dia em que um cara disse que eu “colocava a vagina num pedestal” e eu senti como é viver na vida real uma cena do filme “O virgem de 40 anos”.

2 Comentários

Arquivado em Milton Neves, trabalho, vida profissional

Dez textos de uma breve egotrip patrocinada

Para os que não se lembram, 2010 foi basicamente o ano da virada aqui no Just Wrapped em termos de visibilidade, já que no mesmo curto período de tempo não apenas fomos apadrinhados pelo conglomerado Interbarney – lucrativo como um agiota do interior porém carinhoso como um afago de mãe – como  comecei a escrever artigos para o Papo de Homem, um portal com um fluxo de leitores infinitamente maior do que esse humilde blog e cujo nome a galera efetivamente consegue pronunciar – “como se chama seu blog mesmo, joão? justiça na lapa? é isso?”.

Continuar lendo

9 Comentários

Arquivado em é como as coisas são, contos, Crônicas, homens trabalhando, Milton Neves, vida profissional

You gotta go there (to come back)

E sim, eu estou de volta. Como numa música pra baixo do Nando Reis ou como num começo ruim de novela das oito da Globo, aqui estou eu, de volta da Europa e de volta ao blog após esse hiato de quase trinta dias em que sim, amigos, muitas coisas aconteceram. Não, não falo apenas de meus emocionantes momentos no Velho Mundo (que serão totalmente resumidos nos meus próximos dois posts e não num ppt imenso com músicas da Zizi Possi ao fundo, como aquela sua tia chata faria), ou mesmo de minha vitoriosa passagem por Minas, cheia de emoção, sentimentos, relaxamento, reencontros, recomeços e outras coisas com “r” (minha saída da cidade, por exemplo, foi cercada de tantas lágrimas e suspiros da minha mãe que eu realmente cheguei a pensar que havia comprado uma passagem pra Ruanda achando que era pro Rio), mas sim de outros eventos significativos que, assim como naquele filme da Sandra Bullock com o Bill Pullman, aconteceram enquanto nós dormíamos. Vamos a alguns deles.

Continuar lendo

16 Comentários

Arquivado em No News, Vida Pessoal, vida profissional

Publieditoral #12: Olá, vamos falar de coisa boa?

E está chegando o segundo volume da coletânea de contos, com aquele atraso moleque, malandro e maroto que me enche de expectativa e ansiedade, além de um vago nível de paranóia, mas tudo bem. Ao contrário do que a editora havia me dito, ainda não temos um site para a venda do livro (“publicamos mas não colocamos o site de venda no ar” deve ser a versão editorial de “eu gosto de você, mas só como amigo”, não sei). Portanto a venda está sendo feita pelo email da editora mesmo, o belacop@belacop.com.br, através do qual você pode fazer o contato pedindo a sua cópia e possivelmente, se você tiver tempo, também pode mentir dizendo que todo mundo na sua cidade está procurando o livro e ele deveria ter uma distribuição um pouco mais ampla, com cartazes dos autores, coquetéis e possivelmente um parque temático. Mas apenas, como eu disse, se você tiver tempo.

Continuar lendo

12 Comentários

Arquivado em Good News, trabalho, vida profissional