Arquivo da tag: super-homem

Mini-conto #21 – “Adventure Comics 330″

lex luthor

Quando ela ligou o rádio do carro a música deles estava tocando. Por um segundo a mão tremeu, ela não conseguiu apertar o botão certo, ouviu todo o refrão. Mudou de estação. Respirou fundo, abriu a janela, saiu com o carro.

No caminho a rua de sempre estava fechada, teve que pegar um desvio. Cruzou duas ruas que não conhecia muito bem e quando reconheceu o caminho outra vez estava passando na frente do bar onde eles tinham se conhecido. Acelerou um pouco mais, quase furou um sinal, colocou a mão no porta-luvas pra procurar por alguma coisa sem nem saber o que era.

Escritório. Na entrada a Fernanda estava esperando com umas pastas, ela tentou desviar mas as duas acabaram no mesmo elevador. Ela não falou sobre ele, não perguntou, apenas cumprimentou como se não tivesse nada pra falar. As duas sorriram um pouco sem graça. O elevador pareceu demorar o dobro do tempo pra chegar no oitavo andar.

Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Sem Categoria

Problemas práticos do romantismo teórico – X

Sinceridade é uma dessas coisas que são sensacionais na teoria, mas que tem uma aplicação muito complexa no mundo real. Sua mãe pergunta a sua opinião sobre aquele patê de frango que ficou uma droga e você não sabe o que dizer para não ferir os sentimentos dela; sua namorada te pergunta se você acha que ela está engordando e você tem que escolher entre mentir e ser pressionado ou dizer a verdade e nunca mais comer sem usar um canudo; seu amigo quer saber o que você achou daquele filme experimental dele com duras horas de duração (em que tudo que você entendeu foi que filmes experimentais não deveriam durar duas horas) e você não sabe se fala que foi uma merda e perde o amigo ou fala que foi divertido e corre o risco de não só ver aquilo de novo como estar na primeira fila na premiére da continuação. Como eu disse, sinceridade é uma coisa complicada.

Continuar lendo

14 Comentários

Arquivado em romantismo desperdiçado, teorias