Arquivo da tag: vida adulta

Mini-conto #17 – Uma breve justificativa

marshall

Eu ando tendo uns problemas no trabalho. Desgaste, cansaço, estão me impedindo de sair pra procurar outra vaga, coisas assim, sabe?  Tive uma conversa franca, tentei argumentar, apresentei propostas, mas as coisas não andaram. Aí um dia esperei todo mundo sair e escrevi nas cascas das bananas que eles deixam no cesto de frutas palavras como “morte”, “terror” e “medo”, de maneira que conforme as frutas forem amadurecendo e as letras forem ficando pretas eles imaginem que o nosso andar tem fantasmas.

Continuar lendo

9 Comentários

Arquivado em é como as coisas são, crise de meia meia idade, Declaração de princípios, situações limite, teorias, Vida Pessoal

Sobre o apê novo, o espírito das casas e aquela epifania envolvendo a melancia

Uma das coisas que a gente só consegue perceber quando chega numa certa idade é que boa parte do processo de crescer e envelhecer consiste em deixar de lado uma certa visão mágica e emocional do mundo em prol de uma abordagem mais racional e técnica de como as coisas funcionam. Presentes não são dados por um velho mitológico de barba de acordo com o nosso comportamento e sim pelos nossos pais de acordo com os rumos da economia, ovos de páscoa não são produzidos e escondidos por coelhos felpudos e sim disputados a tapa num estande das lojas americanas, bebês não são entregues por aves engraçadas e sim produzidos numa complexa atividade física entre humanos na qual sua mãe, após o divórcio, fez questão de ressaltar numa reunião de família que seu pai nunca foi tão bom assim.

Continuar lendo

25 Comentários

Arquivado em é como as coisas são, crise de meia meia idade, homens trabalhando, situações limite, teorias, Vida Pessoal

3 grandes vitórias pessoais do ano de 2011

Ser pago pra escrever – Uma sensação que eu sempre imaginei que deve estar entre as melhores do mundo é a de ser pago pra fazer aquilo que você ama. Não aquilo que você suporta, não aquilo que você tolera, não aquilo que você faz pela grana, não aquilo que você acha que pode agüentar durante vários anos se beber bastante e for tentando se motivar com atividades paralelas e apostas pessoais como “vou levar pra reunião esse projeto visual que envolve gatos halterofilistas como imagem de fundo para os comunicados de reestruturação corporativa, só pra ver o que rola”. E depois de ter, durante esse ano, pego alguns frilas que me permitiram ser pago pra escrever em outros lugares basicamente o mesmo tipo de coisa que eu escrevo aqui, eu posso dizer sem medo que a sensação é ainda melhor do que eu esperava.   Continuar lendo

11 Comentários

Arquivado em é como as coisas são, crise de meia meia idade, quadrinhos, Vida Pessoal, vida profissional